Quer investir em Portugal? Prazo para novos processos do Golden Visa encerra nas próximas semanas

Mudanças nas exigências para a concessão de visto de residência permanente para investidores no país, aceleram na entrada das solicitações

0
676
Especialista alerta para interessados em morar em Portugal se apressar (Foto: uniaobrasilportugal.com./br)
Especialista alerta para interessados em morar em Portugal se apressar (Foto: uniaobrasilportugal.com./br)

O governo português anunciou as mudanças nas regras do Golden Visa, e desde então, a corrida pelo visto de residência vem aumentando. Para quem ainda mantém o interesse, é bom se apressar. As normas vigentes ainda em 2021 estão com prazo para suspensão, e para quem quer aproveitar tem que dar início ao processo já.

A Global Trust, que presta consultoria especializada em investimentos imobiliários em Portugal, já sentiu um grande aumento na demanda. A empresa observou um aumento de 100% no atendimento de novas compras para Golden Visa. “Além da questão do prazo que está se esgotando, muitos clientes chegam com dúvidas por conta do aumento do valor de investimento e negócios no país”, explica Cesar Damião, CEO da Global Trust .

Como já era sabido, locais para compra de imóveis para Golden Visa como Lisboa, Porto e parte de Algarve saem da lista de cidades qualificadas para a obtenção do Golden Visa, e a aplicação mínima atraves de Fundos de Investimentos vai passar de 350 mil euros para 500 mil euros. Além dessas duas informações, os valores de investimento terão aumento de até 50% em algumas modalidades, conforme comunicado oficial do governo de Portugal, o Golden Visa através de investimentos em uma conta bancária portuguesa, por exemplo, passam de 1 milhão de euros, no mínimo, para 1,5 milhão de euros.

Portugal tem sido considerado um dos países mais concorridos da Europa, por ter conseguido combinar coesão social com crescimento econômico e qualidade de vida. Com a abertura das fronteiras, em setembro, o Banco Central de Portugal espera que o país encerre o ano com um crescimento de 4,8%, enquanto a taxa de desemprego se situa em 6,7%, muito abaixo das nações vizinhas e dependentes de turismo como Espanha (15%) e Itália (10%).

Recentemente, o país apresentou uma pesquisa feita pelo Instituto do Emprego e Formação Profissional apontando que há mais de 23 mil vagas de empregos abertas, inclusive para estrangeiros. Para atentar aos prazos finais de aplicação na entrada do visto residencial, Damião faz um alerta: “Para quem sonha em morar na Europa, com a qualidade de vida que Portugal tem a oferecer, esse é o momento certo para investir”, finaliza o executivo.