Radialista brasileiro é preso pelo ICE em Massachusetts

Muito querido pela comunidade, locutor foi preso no domingo (8) depois de ser parado pela polícia

0
5936
Frilei e sua família
Frilei e sua família

O brasileiro locutor da Radio 650 AM de Massachusetts, Frilei Brás, foi preso por agentes do U.S. Immigration and Customs Enforcement (ICE) na manhã do domingo (8), depois de ser parado pela polícia da cidade de Stoughton e levado para o presídio de Burlington, em Massachusetts, pois não tem carteira de motorista.

Segundo a polícia de Stoughton, ele estava dirigindo para a Brazilian Bakery na cidade, quando foi parado e levado para o posto policial. Frilei pagou fiança por infração de trânsito, mas foi levado por agentes do ICE logo depois.

Radialista, casado, pai de dois filhos, uma enteada e com a esposa esperando mais um bebê, Frilei, mora nos EUA desde 2005. De acordo com jornal Brazilian Times, ele é uma pessoa muito conhecida e querida da comunidade brasileira e da paróquia católica de Stoughton, onde era pregador da palavra e atuava gerente voluntário de futebol para crianças da igreja local.

A família abriu uma conta no GoFundMe.com para recolher doações para o pagamento de honorários do advogado. O objetivo da página é arrecadar $20 mil e $22 mil já foi angariado.

‘Queridos amigos, com muita tristeza no coração que venho pedir a todos vocês que puderem, ajudar nosso amigo Frilei Bras que foi levado pela Imigração no dia 8 de Abril de 2018. Frilei está aqui nos Estados Unidos desde 2005, um homem exemplar, casado, pai de três filhos lindos e sua esposa está grávida. Ele é super ativo na Comunidade Católica de Stoughton, pregador da palavra, locutor da Radio 650 AM, cofundador e manager do time Juve-Pro Soccer. Quem o conhece, pode atestar sua integridade. O Frilei é o provedor da casa, ele estando preso as contas não param, e agora terão custos de advogados etc. Contamos com a generosidade de todos amigos, conhecidos, ouvintes da rádio, todos que conhecem ou de repente nem conhecem, mas querem ajudar essa família que agora precisa de nossa ajuda!’, relata a página do GoFundMe. (Com informações do Brazilian Times).

Quem puder colaborar clique aqui.