Ranking de pobreza na Flórida é o menor desde a crise de 2008

Uma família de quatro pessoas, incluindo duas crianças, é considerada abaixo da linha da pobreza se o rendimento anual familiar for de $24.848

0
2121
Pobreza na Flórida diminuiu, mas ainda atinge 2.9 milhões de pessoas FOTO Sunsentinel
Pobreza na Flórida diminuiu, mas ainda atinge 2.9 milhões de pessoas FOTO Sunsentinel

Quase uma década depois da ‘Great Recession’, a crise de 2008 que assolou os Estados Unidos e, claro, a Flórida, o número de moradores do Sunshine State vivendo na pobreza é o menor desde então. Os números são do U.S. Census Bureau que mostram que 14% da população vive com rendimentos considerados abaixo da linha da pobreza na Flórida. Os números são de 2017 e mostram que entre 2.8 e 2.9 milhões de pessoas vivam na pobreza no Estado.

Em 2009 (após a crise), 16.5% das pessoas viviam na linha da pobreza, 17% nos três anos seguintes, 16.5% em 2014, 15.7% em 2015 e 14.7% em 2016.

O Census Bureau mede a pobreza de acordo com os rendimentos da família, número de crianças e gastos com moradia. Uma família de quatro pessoas, incluindo duas crianças, é considerada abaixo da linha da pobreza se o rendimento anual familiar for de $24.848.

Mas só o fato de uma família estar acima dessa linha não quer dizer que ela viva bem. “Os curtos com saúde aumentaram, bem como os custos com moradia. O que realmente quer dizer viver na linha da pobreza”, questiona a pesquisadora e professora a Florida State University, especialista no assunto.

Ela ressalta que o índice de pobreza aumentou entre 2016 e 2017 para mães solteiras. Essas mães têm quatro vezes mais chances de viverem com baixo rendimento, do que o grupo de pessoas casadas com filhos.

A população negra é a maioria nessas estatísticas. “Estou feliz que o número diminuiu, mas minha preocupação maior são os grupos menores e mais vulneráveis”.

A maior parte da população da Flórida na linha da pobreza vive na região do panhandle. Putnam county perto de Gainesville tem o maior índice de pobreza do Estado, com 27.7%.

Já o condado de Sumter, a oeste de Orlando, tem o menor índice, com apenas 8.1% da comunidade  abaixo da linha da pobreza. (Com informações do Sunsentinel).