Real foi a segunda moeda que mais desvalorizou no mundo

Perda chega a quase 30% neste ano, atrás apenas do bolívar venezuelano

0
1195
São muitos os fatores que contribuem para esta depreciação da moeda brasileira (Foto: Pixabay)
São muitos os fatores que contribuem para esta depreciação da moeda brasileira (Foto: Pixabay)

Uma semana de más notícias para a economia brasileira. Depois da projeção pessimista do Fundo Monetário Internacional (FMI), que prevê para 2020 o pior desempenho do Produto Interno Bruto em 120 anos, com queda de 9,1%, um levantamento mostrou que o real é a segunda moeda que mais perdeu valor em relação ao dólar neste ano. Só no primeiro semestre, o real desvalorizou 29,6% em relação à moeda americana, ficando atrás do apenas do bolívar, da Venezuela.

O levantamento, feito pela Austin Rating, leva em consideração a cotação de 121 moedas, na data de 30 de junho. Esta semana o dólar foi cotado na faixa de R$ 5,50. Em pior situação ficou o bolívar, da Venezuela, com desvalorização de 74,6%. Logo atrás do real estão as moedas de cinco países africanos: loti (Lesoto), dólar da Namíbia, rand (África do Sul), lilangeni suazi (Suazilândia) e Kwacha (Zâmbia), todos com perdas em torno de 23% neste ano.   

São muitos os fatores que contribuem para esta depreciação – a pandemia e a pressão para o ajuste das contas públicas são dois deles. Com o aumento de casos de coronavírus, o governo elevou os gastos para diminuir os efeitos da recessão no orçamento das pessoas, o que deve provocar um endividamento maior do país. Em maio, a dívida bruta chegou a 81,9% do Produto Interno Bruto (PIB).