Estados Unidos Geral Manchete

Republicanos pedem renúncia de George Santos: ‘não o consideramos um dos nossos’

Após admitir que mentiu no currículo e ter suas contas pessoais e de campanha investigadas, o deputado filho de imigrantes brasileiros fica cada vez mais isolado no Congresso americano

George Santos foi eleito deputado pelo Terceiro Distrito de New York (foto: Flickr)

Um comitê de deputados republicanos de New York pediu nesta quarta-feira (11) a expulsão do deputado George Santos, filho de imigrantes brasileiros, que se elegeu pelo Partido em novembro. Santos, que tem 34 anos, admitiu que mentiu sobre sua origem familiar e trajetória profissional. Além disso, suas finanças pessoais e recursos usados em campanha estão sob investigação. Ele também responde a um processo por estelionato no Brasil.

O deputado Joseph G. Cairo Jr , do condado de Nassau, disse que Santos perdeu apoio dos republicanos em seu distrito ao construir uma campanha baseada em “engano, mentiras e omissões.” “Ele é uma desgraça para a Câmara dos Representantes e não o consideramos um de nossos ”, disse Cairo em coletiva de imprensa. “Hoje, em nome do Comitê Republicano do Condado de Nassau, peço sua renúncia imediata.”

O presidente da Câmara de Representantes dos EUA, Kevin  McCarthy, está em silêncio sobre a situação. Porém, nesta terça-feira, o deputado Steve Scalise, da Louisiana, líder da maioria republicana, afirmou que o partido trataria internamente das questões do papel de Santos no Congresso.  

Cada vez mais isolado no parlamento dos EUA, o brasileiro-americano respondeu aos colegas de Partido pelo Twitter dizendo que “seu compromisso é servir a seus eleitores, não ao partido ou políticos”.  Ele foi eleito com 52% dos votos para representar o Terceiro Distrito de New York, que engloba parte da região que vai de Queens à Long Island. Caso a cadeira de George Santos fique vaga, uma eleição especial seria realizada para preenchê-la. 

Baixe nosso aplicativo