Ron DeSantis retira quarentena obrigatória para viajantes de New York, New Jersey e Connecticut

A suspensão da quarentena foi tomada depois que a taxa de infecção diária de New York despencou para 10% da taxa diária da Flórida, embora os estados tenham populações semelhantes.

0
829
Entrada de brasileiros nos EUA foi restrita depois que o Brasil se tornou o segundo em casos de covid-19 no mundo (foto: wikimedia)
Entrada de brasileiros nos EUA continua restrita (foto: wikimedia)

O governador da Flórida, Ron DeSantis, rescindiu a ordem que coloca os viajantes que desembarcam na Flórida vindos de New Jersey, New York e Connecticut em quarentena ou isolamento por 14 dias.

A suspensão da medida foi tomada depois que a taxa de infecção diária de New York – que em abril era considerada o epicentro da Covid-19 no mundo- despencou para 10% da taxa diária da Flórida; embora os estados tenham populações semelhantes.

De Santis também simplificou os requisitos exigidos para que funcionários de restaurantes fiquem em casa, caso tenham tido contato com pessoas contaminadas pela Covid-19. Uma ordem anterior determinava que empregados de restaurantes deveriam ficar de quarentena caso tivessem viajado ou estado em um navio de cruzeiro nos últimos 14 dias; ou apresentasse qualquer sintoma do novo coronavírus.

Esses procedimentos foram substituídos pela informação: o Departamento de Negócios e Regulamentação Profissional do estado deve “garantir” que os restaurantes tenham protocolos de triagem que seguem os protocolos dos Centros de Controle e Prevenção de Doenças. Que na prática quer dizer que os funcionários deverão atender às regras fixadas pelos restaurantes em que trabalham, de acordo com as diretrizes estaduais de saúde.

A Flórida divulgou na quinta-feira 7.650 novos casos de coronavírus. O estado agora tem um total de 510.389 casos, perdendo apenas para a Califórnia.