Senado considera julgamento de Trump constitucional e impeachment avança

    0
    256

    O placar da votação da constitucionalidade do julgamento do ex-presidente terminou em 56 a 44, com seis senadores Republicanos votando alinhados aos Democratas.

    Com isso, o Senado dá continuidade ao processo de impeachment de Donald Trump, rejeitando o principal argumento da defesa do Republicano de que a medida é inconstitucional pelo fato de Trump já ter deixado o cargo.

    O ex-presidente está sendo julgado por “incitar” seus apoiadores a invadirem o Capitólio de forma violenta no último dia 6 de janeiro e interromperem a sessão parlamentar que confirmava a vitória de Joe Biden na eleição presidencial de novembro passado. Cinco pessoas morreram durante o episódio.

    “Trata-se da mais grave acusação já apresentada contra um presidente na história dos EUA”, afirmou o líder da maioria, Chuck Schumer.

    Além da suposta inconstitucionalidade do julgamento, a defesa de Donald Trump argumenta que o discurso que ele fez a seus seguidores convidando-os a marchar até o Capitólio e “lutarem como o demônio para terem seu país de volta”, está amparado pela 1º emenda que protege a liberdade de expressão.

    O julgamento do impeachment no Senado deve se arrastar durante toda a semana. O processo já foi aprovado na Câmara dos Deputados  no último dia 13 de janeiro.

    Para confirmar a condenação do ex-presidente é preciso o voto de todos os 50 senadores Democratas e pelo menos 17 Republicanos.