Perturbação no Atlântico pode se transformar em depressão tropical

Os meteorologistas dizem que a perturbação pode se desenvolver gradualmente à medida que se move rapidamente de oeste para oeste-noroeste através do Atlântico nos próximos dias

0
736
Se o sistema se fortalecer e se tornar uma tempestade, pode receber o nome de Danielle (Foto: wunderground.com)
Se o sistema se fortalecer e se tornar uma tempestade, pode receber o nome de Danielle (Foto: wunderground.com)

Os meteorologistas estão monitorando uma perturbação no Atlântico que agora tem uma chance ligeiramente maior de se transformar em uma depressão tropical nos próximos dias.

O sistema produziu uma grande área de aguaceiros e trovoadas ao sul das ilhas de Cabo Verde na segunda-feira(8) de manhã, segundo o Centro Nacional de Furacões.

Os meteorologistas dizem que a perturbação pode se desenvolver gradualmente à medida que se move rapidamente de oeste para oeste-noroeste através do Atlântico nos próximos dias.

Suas chances de formação aumentaram para 20% nas próximas 48 horas e 40% nos próximos cinco dias, de acordo com o centro de furacões. As condições ambientais devem se tornar menos favoráveis ​​neste fim de semana, de acordo com o centro de furacões.

Se o sistema se fortalecer e se tornar uma tempestade, pode receber o nome de Danielle. Seria a quarta tempestade nomeada da temporada de furacões do Atlântico em 2022. No momento, não é uma ameaça para os EUA.

Há previsão do sul da Flórida receber pó do Saara. Isso afetará o clima?

Há previsão de que o sul da Flórida receba uma nuvem de poeira do Saara esta semana. A poeira afetará a possível depressão?

Embora a poeira do Saara possa ajudar a reduzir as formações de tempestades no Atlântico, a perturbação está longe demais para ser afetada pela nuvem empoeirada indutora de alergias que deve se instalar no sul da Flórida na quarta-feira (10), de acordo com o Serviço Nacional de Meteorologia em Miami. Quando a perturbação atingir o centro do Atlântico neste fim de semana, a poeira do sul da Flórida terá desaparecido há muito tempo, confirmou o serviço meteorológico.

A previsão recentemente revisada da NOAA (National Oceanic and Atmospheric Administration) diz que pode haver de 11 a 17 tempestades nomeadas antes que a temporada de furacões do Atlântico de 2022 termine em 30 de novembro.