Silêncio e homenagens aos 17 mortos marcam um ano do atentado à escola em Parkland (FL)

No Valentine’s Day do ano passado, Nikolas Cruz entrou armado na Marjory Stoneman Douglas High School e matou 17 inocentes

0
1825
Diversas homenagens foram prestadas às vítimas do atentado de Parkland FOTO Joe Cavaretta - Sunsentinel
Diversas homenagens foram prestadas às vítimas do atentado de Parkland FOTO Joe Cavaretta - Sunsentinel

Silêncio, orações, flores e diversas homenagens estão sendo prestadas às vítimas do atentado à escola Marjory Stoneman Douglas High School, em Parkland, um ano depois do massacre. Nesta data, o ex-aluno Nikolas Cruz entrou armado com um fuzil e atirou aleatoriamente, matando 17 pessoas.

Em todo o Sul da Flórida, as vítimas foram lembradas em escolas e locais de trabalho.

Dois momentos de silêncio foram observados às 10:17am e 2:21pm, horário em que o tiroteio começou.

O superintendente da escola, Robert Runcie, conversou com repórteres nesta quinta-feira (14) e estava com aparência cansada e triste, assim como ele estava há um ano quando a tragédia aconteceu. “Apesar de lamentarmos as vidas que perdemos através de um ato horrível de ódio e raiva, eu também acredito que devemos celebrar as possibilidades do que pode ser feito por meio do amor e apoio”, disse ele.

Em todo o Estado, as bandeiras foram colocadas em meio-mastro na data de hoje para homenagear os mortos no atentado.

Os estudantes e funcionários que morrerem foram: Alyssa Alhadeff, 14; Scott Beigel, 35; Martin Duque Anguiano, 14; Nicholas Dworet, 17; Aaron Feis, 37; Jaime Guttenberg, 14; Christopher Hixon, 49; Luke Hoyer, 15; Cara Loughran, 14; Gina Montalto, 14; Joaquin Oliver, 17; Alaina Petty, 14; Meadow Pollack, 18; Helena Ramsay, 17; Alexander Schachter, 14; Carmen Schentrup, 16; Peter Wang, 15. (Com informações do Sunsentinel).