Sinal de alerta ligado para Tricolor e Galo

0
1479

Dois grandes clubes enfrentam dificuldades após o Campeonato Brasileiro ter atingido nove rodadas, ou seja, ¼ da competição. Galo e São Paulo estão em dívida com suas torcidas por causa das campanhas pífias que vêm fazendo no mais importante certame do Brasil. Atlético-MG decepciona bastante por ter um elenco qualificado e milionário, no entanto, ocupa a incômoda 16ª posição, apenas 1 ponto acima da Zona de Rebaixamento. Como atenuante, o Alvinegro das Alterosas ainida permanence vivo em mais duas competições: Copa do Brasil, onde enfrentará o Botafogo por uma vaga nas semifinais, e Copa Libertadores da América, onde medirá forças com Jorge Wilstermann, da Bolívia, pelas oitavas de final do torneio. O Tricolor paulista, no entanto, não tem nem isto para justificar a má campanha. Após ter sido eliminado no Paulistão, o São Paulo foi eliminado também na Copa do Brasil e na Copa Sul-Americana. Portanto, exigente torcida do outrora Soberano exige mais empenho de sua equipe no Brasileirão, única competição que o time está disputando.

São Paulo perde para Atlético-PR

Está difícil para o São Paulo reagir na temporada. A derrota para o Atlético-PR em Curitiba (1 a 0, gol de Wanderson) aumentou a série negativa da equipe para quatro partidas e acumulou ainda mais críticas e incertezas sobre o elenco tricolor. Rogério Ceni está à frente de toda essa situação, admite dificuldade em encontrar um rumo diante de uma metamorfose do grupo em meio ao Campeonato Brasileiro, mas tenta se apegar à algumas teses para passar confiança e esperança ao torcedor são-paulino. Após a confirmação da vinda do meia argentino Jonathan Gómez, vindo do Santa Fe da Colômbia, o técnico do time do Morumbi mostra entusiasmo com as prováveis chegada de novos reforços, como Petros, Matheus Jesus e Robert Arboleda. Já são quatro jogos consecutivos sem sair de campo com os três pontos, um jejum que também persiste fora de casa. Desta forma, Ceni tem de remontar a equipe durante o Brasileirão e, pior, a resposta precisa ser rápida. Se possível, no domingo (25), contra o Fluminense no Morumbi. Já o Furacão tenta embalar no certame no mesmo dia quando recebe o Vitória em Curitiba.

Atlético-MG tropeça em casa

O Atlético Mineiro novamente não conseguiu usar a força do seu mando de campo e ficou apenas no empate, com o Sport, por 2 a 2 (gols de Osvaldo e Diego Souza para o Leão da Ilha e de Felipe Santana e Fred para os mineiros), na noite de quarta-feira (21), no Independência. O confronto válido pela 9ª rodada do Campeonato Brasileiro deixa o Galo próximo à zona de rebaixamento, com 10 pontos, na 16ª colocação, e o Leão dentro do Z4, com nove pontos somados. A partida foi muito disputada. Em alguns momentos a força física e a vontade foram fundamentais para o duelo. Em outros, inspiração tomou conta. Vale ressaltar, no entanto, que este futebol apresentado pelo Sport no Independência não é de um clube que vive com a turbulência da zona de rebaixamento. O Atlético, por sua vez, segue apresentando futebol questionável e não explica o investimento feito pela diretoria. O Galo volta a campo no domingo (25), na Arena Condá, contra a Chapecoense. O Sport vai à Vila Belmiro, enfrentar o Santos, no sábado (24).

Santos se recupera no Brasileirão

Com Dorival Júnior, o Santos vinha sendo alvo de críticas pela torcida e flertava com a zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro. Após o anúncio de Levir Culpi, porém, o Peixe embalou na competição nacional, conseguindo três triunfos em três em quatro jogos e alcançando a terceira colocação, com 16 pontos. Na quarta-feira (21), foi a vez do Vitória ser a vítima deste ‘novo Santos’. Apostando na velocidade e nos contra-ataques, o alvinegro saiu do Barradão com 2 a 0 no placar, gols de Copete. Apesar da boa sequência, Levir ainda acredita que equipe vem cometendo muitos erros. O Alvinegro praiano tem grandes chances de manter a boa fase, porque recebe o Sport no sábado (24) na Vila Belmiro, enquanto o Vitória tem tarefa didícil, pois enfrenta o Atlético-PR em Curitiba.

Flu bate Avaí e afunda equipe catarinense

O Fluminense se recuperou, o Avaí afundou ainda mais no Brasileirão. Depois de quatro jogos sem ganhar, o Tricolor superou o rival por 3 a 0, na noite de quarta-feira (21), em Florianópolis. O time catarinense, há cinco rodadas sem vencer, continua na lanterna. Após um começo equilibrado, uma falha do goleiro Kozlinski abriu caminho para o Flu dominar e etapa inicial. O goleiro tentou driblar o centroavante para sair jogando, mas perdeu o controle da bola. Resultado: sofreu a roubada e o gol. Foi o nono do Ceifador no Brasileiro, artilheiro da competição. Pouco depois, o 2 a 0: Scarpa bateu escanteio, e Reginaldo e Maicon disputaram o lance. A bola bateu no lateral e entrou. Gol contra. Richarlison e Scarpa ainda perderam boas chances para o Tricolor, que teve 60% de posse e jogou a maior parte no campo ofensivo. Júlio César, criticado na rodada passada, fez boas defesas em chutes de Marquinhos e Joel. Marquinhos Calazans marcou o terceiro gol do Tricolor carioca na segunda etapa. Com o resultado, o Flu subiu para 14 pontos, assumindo a sexta posição. O Avaí, em 20º, tem cinco. No domingo, o Tricolor desafia o São Paulo, no Morumbi. O time catarinense, na segunda-feira (26), no Engenhão, encara o Botafogo.

Bota vence clássico carioca

O Botafogo mostrou força na quarta-feira ao vencer por 3 a 1 o Vasco, no estádio Nilton Santos, pelo Campeonato Brasileiro. Com o resultado, os alvinegros chegaram a 15 pontos, sendo quatro jogos sem perder e entraram no G6 da Série A. Já os cruzmaltinos permanecem com 12, sem pontuar fora de casa e viram o adversário ultrapassá-los na classificação. Detalhe: este é o primeiro clássico entre os Alvinegros cariocas pelo Brasileirão desde 2013, porque sempre uma das duas equipes está disputando a Série B. O Botafogo abriu o placar logo no início da partida com Roger. O Vasco pressionou em busca do empate, mas viu os alvinegros ampliarem no fim da etapa inicial, com Victor Luís. No segundo tempo, Roger marcou seu segundo, o terceiro dos donos da casa para sacramentar o triunfo diante de sua torcida. Os cruzmaltinos ainda diminuíram no fim, com Caio Monteiro. Na próxima rodada, o Botafogo vai receber o Avaí, na segunda-feira (26), no estádio Nilton Santos. Já o Vasco entra em campo na manhã de domingo (25), quando encara o Atlético-GO, em São Januário.

Palmeiras esboça reação

O Palmeiras não encheu os olhos, mas venceu a segunda partida consecutiva pela primeira vez no Campeonato Brasileiro. Após o triunfo por 1 a 0 sobre o Atlético-GO, no Palestra Itália, os palmeirenses celebraram o resultado obtido, independentemente do nível de atuação da equipe. No domingo (25), o Verdão viaja a Campinas para enfrentar a Ponte Preta com um sentimento de vingança, pois a Macaca foi quem eliminou o Palmeiras no Paulistão ao vencer por 3 a 0 no Estádio Moisés Lucarelli. Já o Atlético-GO, vice-lanterna, tem outro compromisso difícil: joga contra o Vasco da Gama, no Rio de Janeiro, também no domingo.

Líderes jogaram na quinta-feira

A tabela do Campeonato Brasileiro reservou os jogos mais interessantes para quinta-feira (22). O então líder Corinthians recebeu o Bahia no Itaquerão, em São Paulo, com intenção de vencer e manter a ponta do certame. Na sequência, o Bahia recebe o Flamengo em Salvador no domingo (25), enquanto o Timão viaja a Porto Alegre para enfrentar o Grêmio, vice-líder da competição. O Tricolor gaúcho, aliás, tem dois jogos importantes para suas pretensões no Brasileirão. Na quinta-feira (22), jogou contra o Coritiba, 4º colocado, e no domingo enfrenta o Corinthians de olho na liderança. Ainda na quinta-feira, jogaram Ponte Preta e Cruzeiro em Campinas. Jogo importante porque as duas equipes têm compromissos difíceis no final da semana. A Ponte Preta recebe o Palmeiras e o Cruzeiro joga com o Coritiba em Belo Horizonte. Por fim, Flamengo e Chapecoense fizeram o último jogo de quinta-feira no Estádio Luso-Brasileiro, nova casa do Rubro-Negro carioca. No domingo, Chapecoense recebe Atlético-MG e Flamengo vai a Salvador encarar o Bahia.

CR7 marca e Portugal vence na Copa das Confederações na Rússia

Precisando vencer para se classificar às semifinais da Copa das Confederações, a Rússia enfrentou Portugal na quarta-feira (21), no Spartak Stadium, em Moscou, mas não conseguiu sair de campo com o objetivo cumprido. Com Cristiano Ronaldo decisivo mais uma vez, os visitantes não tiveram muitas dificuldades ao longo dos 90 minutos e confirmaram o favoritismo ao garantirem o triunfo por 1 a 0, gol do camisa 7. Após o empate em 2 a 2 contra o México, Portugal, enfim, conseguiu somar três pontos e embolou o Grupo A do torneio. O atual campeão europeu fecha a primeira fase da Copa as Confederações no próximo sábado (24), contra a Nova Zelândia, em São Petersburgo, e tem boas chances de avançar, já que irá enfrentar a seleção mais fraca de sua chave. Já a Rússia terá de se superar também no sábado contra o México, em Kazan. Tendo pela frente uma parada duríssima, os donos da casa esperam surpreender o time campeão da Concacaf para não se tornar o segundo país-sede a não avançar às semifinais em toda a história do torneio.

México assume liderança do Grupo

Quem pensou que a seleção mexicana teria uma quarta-feira tranquila enfrentando a Nova Zelândia se enganou. Com oito jogadores diferentes em relação à escalação adotada no empate em 2 a 2 contra Portugal, o técnico Juan Carlos Osorio não teve sucesso na intenção de poupar os principais nomes da equipe e sofreu no primeiro tempo, quando apenas os neozelandeses levaram perigo e conseguiram marcar um gol. Já no segundo tempo, com algumas alterações, o México melhorou e conseguiu a virada para evitar o vexame em Sochi e sair de campo com o triunfo por 2 a 1, gols de Wood, Jiménez e Peralta. Nos minutos finais os jogadores mexicanos e neozelandeses ainda se envolveram em uma confusão generalizada. Com o auxílio do vídeo, o árbitro da partida deu cartão amarelo para Reyes e Boxall, considerados os responsáveis pelo início do conflito. Com quatro pontos, o México ultrapassou Portugal no saldo de gols e assumiu a liderança do Grupo A da Copa das Confederações. O time latino fecha a fase inicial no próximo sábado, contra a Rússia, dona da casa, que precisa de uma vitória para avançar. Já a Nova Zelândia, também no sábado, terá pela frente a melhor equipe do grupo: Portugal.