Sobe para seis o número de mortes causadas pelo furacão Laura na Louisiana

Após passar pela Louisiana e Texas com ventos de 150 mph, Laura perdeu intensidade e passou a ser classificado como tempestade tropical.

0
1156
O furacão Laura atingiu a costa dos EUA com ventos de 150 mph (foto:(Jasper Colt-USA TODAY))
O furacão Laura atingiu a costa dos EUA com ventos de 150 mph (foto:(Jasper Colt-USA TODAY)

O furacão de categoria 4 chegou à terra na Lousiana na noite de quarta para quinta-feira (27), com ventos de 150 mph. O que o coloca no ranking das tempestades mais fortes que já cruzaram os EUA.

Pelo menos seis óbitos foram contabilizadas até o momento, de acordo com um novo balanço divulgado pelo Departamento de Saúde do estado.

Anteriormente, o governador da Louisiana, John Bel Edwards, havia informado que quatro pessoas, incluindo uma adolescente de 14 anos, havia morrido devido à queda de uma árvore na sua casa.

Cerca de 875 mil pessoas ficaram sem eletricidade.

No Texas, as cidades que foram mais atingidas pelo furacão estavam próximas à fronteira com a Louisiana. Muitas casas sofreram danos causados ​​pelo vento ou por árvores caídas, mas não há registro de mortes nem de pessoas feridas.

O governador texano, Greg Abbott, disse à NBC News que seu estado parece ter sobrevivido ao furacão sem perder nenhuma vida, o que ele considerou um “milagre”.

Laura perdeu intensidade rapidamente após cruzar os dois estados e passou a ser classificado como tempestade tropical.

Às 8 a.m., o epicentro da tempestade estava localizado à 20 milhas a nordeste de Little Rock, no Arkansas, com ventos máximos de 55 mph e movendo-se em direção ao nordeste, de acordo com o National Hurricane Center (NHC).

Apesar do seu enfraquecimento nas últimas 24 horas, o NHC alertou que a ameaça de inundações e tornados continua.

Segundo a NBC News, um tornado arrancou parte do telhado de uma igreja no nordeste do Arkansas durante esta madrugada, não provocando feridos.