STF determina cancelamento do passaporte do jornalista bolsonarista Allan dos Santos

Allan dos Santos, que vive nos Estados Unidos desde 2020, é considerado foragido pela Justiça brasileira e investigado pelo Supremo em dois inquéritos

0
1114
STF determina cancelamento do passaporte de Allan dos Santos. Foto: Reprodução Carta Capital - Alessandro Dantas

O Ministério das Relações Exteriores informou, nesta segunda-feira (21), que cancelou o passaporte do jornalista Allan dos Santos, apoiador do presidente Jair Bolsonaro (PL), sob determinação do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF). Além do cancelamento do passaporte, Moraes também solicitou a inclusão do documento no Módulo Alerta e Restrição da Interpol.

Allan dos Santos, que vive nos Estados Unidos desde 2020, é considerado foragido pela Justiça brasileira e investigado pelo Supremo em dois inquéritos: um que apura a divulgação de fake news e ataques a integrantes da Corte; outro sobre a atuação do jornalista em uma milícia digital. Ele teve prisão preventiva ordenada por Moraes em outubro de 2021, após o ministro atender a um pedido da Polícia Federal. 

Sem passaporte válido, Allan dos Santos pode ter dificuldades para dar entrada em processos burocráticos nos Estados Unidos e viajar para outros países, com risco de ser deportado caso seja flagrado por autoridades americanas.

Segundo assessoria da Suprema Corte, o processo de Santos segue em sigilo. “O Ministério das Relações Exteriores recebeu ofício do STF determinando o cancelamento do passaporte em questão”, diz o ministério, completando que a pasta não se manifestará sobre “casos concretos de cooperação jurídica em andamento”.