Suprema Corte dá sinal verde para devassa nas finanças de Trump

Mais alta corte do país nega recurso do ex-presidente com pedido para retardar apresentação de histórico financeiro à Justiça de New York

0
1951
Envolvimento do ex-presidente com pagamentos a atriz erótica faz parte do processo

A Suprema Corte dos Estados Unidos rejeitou nesta segunda-feira (22) um pedido de retardamento da apresentação de documentos revelando as movimentações financeiras de Donald Trump requisitados pela Justiça do estado de New York, onde o ex-presidente enfrenta um processo criminal por fraude.

A decisão da Suprema Corte é um duro golpe na defesa de Trump, que há décadas vem tentando manter em sigilo sua operações financeiras pessoais e empresariais.

O processo, comandado pelo procurador distrital Cyrus Vance, exige que a firma que cuida da contabilidade pessoal do ex-presidente, Mazars USA, apresente declarações de renda e outros registros de movimentações financeiras, para que sejam acrescentados ao processo.

Um dos objetos da investigação é o pagamento feito a duas mulheres – a atriz pornográfica Stormy Daniels e a ex-modelo da Playboy, Karen McDougal – que disseram terem tido relações com o ex-presidente. O caso resultou na prisão do então advogado de Trump, Michael Cohen.