Taleban mata dois acusados de serem ´espiões dos EUA´

Os corpos, que parecem ser de dois refugiados afegãos, foram encontrados em uma vila cerca de 15 km ao leste de Miranshah, no Waziristão do Norte

0
754

Militantes suspeitos de serem pró-Taleban mataram dois homens que acusaram ser espiões dos EUA em uma região do Paquistão perto da fronteira afegã, disseram moradores nesta terça-feira.

Esse foi o segundo incidente do tipo no Waziristão do Norte, região montanhosa ao noroeste do Paquistão, desde a semana passada.

Militantes em Waziristão do Norte e do Sul mataram centenas de pessoas suspeitas de apoiarem o governo paquistanês ou espionarem para os Estados Unidos nos últimos três anos.

Os corpos que parecem ser de dois refugiados afegãos foram encontrados em uma vila cerca de 15 km ao leste de Miranshah, a principal cidade do Waziristão do Norte, disseram residentes.

“Os corpos estavam cravados de balas e a garganta de um foi cortada”, disse o morador Mohammad Ayub..

Ele disse que um bilhete foi encontrado perto dos corpos dizendo “Aqueles que espionam para os Estados Unidos encontrarão o mesmo destino”.

O corpo de um refugiado afegão foi encontrado perto de Miranshah com um bilhete similar pendurado na sexta-feira passada.

Muitos militantes da Al-Qaeda e membros do Taleban fugiram paras as regiões tribais semi-autônomas do Paquistão depois que as forças dos Estados Unidos expulsaram o Taleban do Afeganistão em 2001.

O Paquistão, um grande aliado dos EUA na guerra contra o terrorismo, vem tentando expulsar os militantes da área e pacificar os seus aliados paquistaneses nos últimos três anos. Centenas de pessoas foram mortas em confrontos no período.