Tempestade Claudette atinge os EUA e causa 12 mortes no Alabama, sendo dez crianças

Acidente envolvendo vários veículos durante a passagem da tempestade foi considerado pelas autoridades "o pior de todos os tempos" no estado

0
1831
Rodovia ficou fechada durante horas para o resgate das vítimas (foto: Reuters)

A terceira tempestade nomeada da temporada 2021 de furações no Oceano Atlântico, Claudette, se formou neste sábado (19), deixando em alerta os estados do Alabama, Mississippi, Geórgia, Louisiana e parte da Flórida.

Ainda como uma depressão tropical, o fenômeno atingiu o Alabama no fim da tarde de sábado,  causando enchentes e deixando um saldo de 12 mortos no estado, incluindo dez crianças.

Na madrugada desta segunda-feira (21), Claudette ganhou força e foi classificada pelo National Weather Service (NWS) como tempestade tropical, à medida que segue para a costa leste dos EUA.

Em um boletim, o NWS advertiu que a tempestade mantinha ventos de 40 milhas por hora e seguia em direção à Raleigh e Cape Fear, ambos em North Carolina.

Toda a área que vai da Geórgia às Carolinas está em alerta de chuvas torrenciais e possíveis formação de tornados.

Após passar por essa região, os meteorologistas preveem que Claudette perca força e seja reclassificada para tempestade pós-tropical, enquanto continua sua rota pelo Atlântico, rumo à Nova Escócia, no Canadá. 

Na Flórida, o sistema tropical deve causar ainda mais chuvas.

O “pior acidente de todos os tempos” no Alabama

Numa publicação no Facebook, a polícia do condado de Butler atribuiu à depressão tropical Claudette o que eles consideraram “o pior acidente de todos os tempos“.

Dez pessoas, incluindo oito crianças, um adulto e um bebê morreram em um engavetamento envolvendo pelo menos 12 carros na rodovia Interestadual 65. As autoridades suspeitam que as colisões foram causadas pelo mau tempo durante a passagem da tormenta.

O xerife Wayne Garlock declarou que os veículos, provavelmente, derraparam na água que cobria o asfalto.

Duas vítimas foram identificadas como Cody Fox, de 29 anos, e sua filha de 9 meses, moradores do condado de Marion, no Tennessee.

Outras nove meninas entre 4 e 17 anos que seguiam em um ônibus para o Alabama Sheriff’s Youth Ranches, um alojamento para vítimas juvenis de abandono e violência, também morreram no acidente. A motorista foi hospitalizada.

Ainda no Alabama, os ventos fortes da tormenta derrubaram uma árvore sobre uma casa na cidade de Tuscaloosa. Um homem de 24 anos faleceu no local.