Nova tempestade de poeira atinge interior de São Paulo e deixa quatro mortos

Fenômeno causado pelo clima quente e seco atingiu o estado duas vezes em menos de uma semana; cerca de 80 animais também morreram em uma fazenda de Santo Antônio de Aracanguá

0
884
Fenômeno foi causado pelo clima quente e seco que a região atravessa (foto: Reprodução )

Quatro pessoas morreram e pelo menos seis ficaram feridas nesta sexta-feira (1º) durante a passagem da segunda tempestade de poeira a atingir o interior de São Paulo em menos de uma semana.

No município de Tupã, o fenômeno chegou com ventos de até 80 km por hora que derrubaram o muro de uma obra em que Fábio Alex Marques Castro, de 42 anos, estava trabalhando. O homem foi atingido pelos escombros e não resistiu.

As outras três mortes foram registradas em uma fazenda em Santo Antônio de Aracanguá.

Quando a enorme nuvem vermelha atingiu o local, três brigadistas trabalhavam para combater um incêndio, mas as chamas que estavam quase apagadas, segundo reportou o site G1, acabaram sendo absorvidas, levantando uma gigantesca nuvem de poeira, fumaça e fogo. Os trabalhadores não tiveram tempo de se abrigar e foram atingidos pela tempestade.

Genival Miguel de Mello, de 63 anos, Gilson Marques de Souza, de 55 anos, e Valdeilson da Conceição Santos, de 32, morreram carbonizados.

Cerca de 80 cabeças de gado também morreram queimadas ou asfixiadas pela fumaça. Um inquérito policial vai apurar as causas do incêndio e das mortes.

Os moradores da região foram retirados e levados para abrigos públicos e as aulas tiveram que ser suspensas em pelo menos 12 cidades do interior paulista. Serviços de internet e telefonia também foram prejudicados.

As tempestades de poeira são causadas pelo pelo clima quente e seco que a região atravessa.