Tempestade na Costa Leste dos EUA já matou pelo menos seis pessoas; mais de dois mil voos foram cancelados

Em voo com destino a Washington DC, todos os passageiros passaram mal devido à turbulência

0
3493
Ondas batem em casa em Massachusetts, na sexta-feira (2) / AFP PHOTO / RYAN MCBRIDE (Photo credit should read RYAN MCBRIDE/AFP/Getty Images)
Ondas batem em casa em Massachusetts, na sexta-feira (2) / AFP PHOTO / RYAN MCBRIDE (Photo credit should read RYAN MCBRIDE/AFP/Getty Images)

Uma tempestade de grandes proporções atingiu a Costa Leste dos EUA, matando pelo menos seis pessoas. No Sul da Flórida, a frente fria derrubou (um pouco) as temperaturas. As marés também devem subir esta semana e os termômetros vão continuar na casa dos 50ºF pela manhã e à noite.

A tempestade atingiu vários estados, da Virgínia ao Maine. Os momentos críticos foram na sexta-feira (2). O governador da Virgínia, Ralph Norman, declarou estado de emergência, garantindo auxílio às comunidades castigadas. O estado de Massachusetts ativou 200 agentes federais para prestar apoio às vítimas, e a Pensilvânia convocou mais 90, que deveriam priorizar as comunidades de Poconos Mountains, onde caíram as maiores quantidades de neve.

Entre os mortos, havia duas crianças: um menino de 6 anos na Virgínia, e outro de 11 em Nova York. As outras vítimas eram adultos e idosos, incluindo uma mulher de 77 anos atingida pela parte de uma árvore do lado de fora de sua casa em Baltimore. Três homens morreram quando árvores caíram sobre seus carros.

Caos nos ares

As más condições climáticas, com fortes ventos e tempestades que cancelaram milhares de voos no fim de semana, também causaram problemas desagradáveis entre os que estavam a bordo dos aviões que conseguiram voar.

Um piloto que aterrissou no Dulles Airport, perto de Washington DC, relatou que quase todos os passageiros passaram mal com a forte turbulência enfrentada na descida.

“Muito instável na descida… quase todo mundo no avião vomitou. Os pilotos estavam prestes a vomitar”, diz uma transcrição da comunicação entre o piloto e a torre de comando registrada no site aviationweather.gov, segundo a emissora CBS News.

Os ventos no local chegaram a passar de 110 km/h e a pista do aeroporto em Dulles ficou fechada por mais de meia hora durante a tarde.

O aeroporto JFK, de Nova York, um dos maiores do país, também chegou a interromper pousos e decolagens por causa da força dos ventos e da intensidade das chuvas, e até o trem que transporta passageiros entre os terminais teve o serviço brevemente interrompido de forma parcial. (Com informações da CNN e G1).