Comunidade Manchete

Testemunha dá versão sobre a morte de brasileiro em Winter Park (FL)

Adolescente que estava no momento da briga prestou depoimento à polícia e desmentiu versão de conflito entre gangues

Roger Thomé foi morto em Winter Park (FL)
Roger Thomé foi morto em Winter Park (FL)

Um adolescente de 14 anos, testemunha da briga que tirou a vida do brasileiro Roger Trindade, de 15 anos, no dia 15 de outubro num parque de Winter Park (FL), deu detalhes do que aconteceu naquela noite à polícia. Ele disse que tudo começou quando ele e um amigo jogaram um “spray fedido” em Roger e em outro menino que estava junto e saíram. Roger e o amigo foram atrás dos adolescentes que jogaram o spray e, a partir daí, começou a briga. Uma versão dada anteriormente sobre conflito entre gangues não se confirmou.

A testemunha contou ainda que por medo da reação de Roger e do outro adolescente, ele gritou por ajuda. Nesse momento, outro grupo que estava por ali se aproximou.

Ainda de acordo com a testemunha, um rapaz deu soco em Roger que, então, caiu no chão. Caído, o brasileiro ainda foi acertado na cabeça por um soco de um segundo jovem. A testemunha não deu detalhes do que aconteceu em seguida.

De acordo com o jornal “Orlando Sentinel”, pouco tempo depois, uma mulher que passava pelo local viu Roger no chão e ligou para o serviço de emergência. Ele foi levado para o hospital, onde ficou internado por dois dias antes de morrer.

O resulto preliminar da autópsia não revelou a causa exata da morte do estudante, mas, em breve, um novo laudo pode trazer essa resposta. Até o momento, nenhuma prisão foi feita no caso.

Família pede justiça

Para cobrar empenho no trabalho de investigadores do caso e compartilhar lembranças do jovem, parentes e amigos criaram no Facebook a página https://www.facebook.com/JusticeforRogerTrindade/ “Hoje faz uma semana que Roger Thomé Trindade foi atacado! Queremos respostas e que a polícia cumpra a justiça nesse caso! Não foi acidente!”, diz uma publicação da página.

Baixe nosso aplicativo