Tiroteio na Holanda mata pelo menos três e deixa nove feridos

Homem fez disparos dentro de um bonde e fugiu; suspeito é de origem turca

0
1263
Polícia divulgou foto do turco Gökman Tanis, suspeito de envolvimento com tiroteio na Holanda
Polícia divulgou foto do turco Gökman Tanis, suspeito de envolvimento com tiroteio na Holanda

Um homem de origem turca identificado como Gökmen Tanis, de 37 anos, fez disparos dentro de um bonde na cidade de Utrecht, na Holanda, na manhã desta segunda-feira (18), deixando três mortos e nove feridos. A polícia afirma que o incidente pode ter motivação terrorista. O suspeito foi preso horas depois do ataque.

Os tiros ocorreram por volta das 10h45 (horário local) na Praça 24 de Outubro, uma estação de bondes no centro da cidade. Três dos nove feridos estão em estado grave, segundo o prefeito da cidade, Jan van Zanen.

A polícia ainda não informou se há outros envolvidos na ação.

“Não podemos descartar a motivação terrorista”, afirmou o coordenador nacional para Segurança e Contraterrorismo na Holanda, Pieter-Jaap Aalbersberg.

Em entrevista coletiva, em Haia, Aalbersberg negou-se a comentar o estado de saúde dos feridos.

A praça foi fechada e ambulâncias foram até o local. Três helicópteros foram acionados para dar socorro às vítimas.

Após o tiroteio, as autoridades elevaram o alerta para ataques terroristas para o nível máximo (5) em na província de Utrecht. As escolas de Utrecht foram instruídas a fechar suas portas e a polícia aumentou a segurança nas infraestruturas vitais. As mesquitas foram esvaziadas.

A polícia também está em alerta em Amsterdã e Roterdã. A segurança nos aeroportos foi reforçada.

O premiê holandês, Mark Rutte, disse estar preocupado e acionou o comitê de combate ao terrorismo após o incidente, de acordo com a Reuters.

A cidade de Utrecht tem mais de 300 mil habitantes e fica a cerca de 40 km da capital holandesa, Amsterdã.