Chuvas e deslizamentos em Pernambuco deixam 91 mortos e mais de 5 mil desabrigados

Temporais começaram há uma semana não deram trégua; ao menos 26 pessoas estão desaparecidas

0
314
Indivíduo observa área destruída por deslizamento (foto: Reuters)

Mais de cinco mil pessoas estão desabrigadas e 91 morreram por causa das fortes chuvas que atingem o estado de Pernambuco. Os temporais começaram há uma semana e, segundo as autoridades, não deram trégua. A Apac (Agência Pernambucana de Águas e Climas), informou que em apenas 24 horas a cidade recebeu 63% de todo o volume de precipitações previsto para o mês.

Ao menos 26 moradores da região metropolitana de Recife e na Zona da Mata estão desaparecidos, mas este número pode ser ainda maior. Cerca de 3.500 abrigos foram montados em prefeituras, escolas, creches e centros sociais. O governo estadual decretou emergência no estado.

Nesta segunda-feira (30), as forças de segurança, a Defesa Civil, o Exército e órgãos municipais estavam atuando em sete pontos de deslizamento na área metropolitana da capital. As operações contaram com equipes de salvamento de outros estados como Paraíba, Minas Gerais e Rio Grande do Norte. 

Em virtude da tragédia, a  prefeitura de Recife cancelou as tradicionais festas de São João e, de acordo com o prefeito João Campos (PSB), o município irá redirecionar R$ 15 milhões em recursos para ajuda às vítimas das chuvas.

O Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), prevê ainda mais temporais ao longo dessa semana. Nas redes sociais, moradores compartilham maneiras de ajudar a população atingida.