Trump afirma que vai suspender temporariamente a imigração para os Estados Unidos

Em postagem no Twitter, presidente afirma que objetivo é “proteger a América do inimigo invisível e o trabalho dos cidadãos americanos”; entenda o que isso quer dizer

0
1643
Trump falava com jornalistas sobre a pandemia de Covid-19 e os decretos assinados no fim de semana
Trump falava com jornalistas sobre a pandemia de Covid-19 e os decretos assinados no fim de semana

O presidente Donald Trump anunciou, na noite de segunda-feira (20) pelo Twitter, que vai suspender a imigração para os Estados Unidos, mas não especificou o que vai ser feito. Segundo informações da CNN, oficiais da Casa Branca estão trabalhando na manhã desta terça-feira (21) para redigir a ordem executiva do presidente que, de acordo com suas palavras, tem o objetivo de conter o “inimigo invisível” e preservar o emprego dos cidadãos americanos.

“À luz do ataque de um inimigo invisível, assim como considerando a necessidade de proteger os empregos de nossos cidadãos, assinarei uma ordem executiva para suspender a imigração para os Estados Unidos”, publicou o republicano em sua conta oficial no Twitter, sem dar mais detalhes.

Fontes ligadas à Casa Branca disseram à CNN que a ordem executiva deve ser assinada pelo presidente nos próximos dias. Com a assinatura da ordem, a expectativa é parar a emissão de green cards e a concessão de vistos de trabalho por pelo menos 120 dias.

De acordo com a advogada de imigração Renata Castro, ninguém sabe de fato o que vai acontecer. “A fala dele foi muito vaga, mas o meu conselho para quem se qualifica para dar entrada em algum processo imigratório que faça isso agora. Os escritórios de imigração estão funcionando e as pessoas devem agir o quanto antes. Se você tem que enviar evidências para o USCIS, envie agora. O momento é de agir, mas não é para entrar em pânico”, ressalta a advogada.

Nas últimas semanas, o governo tem agido para impedir que requerentes de asilo e imigrantes sem documentos entrem no país. Para ativistas de imigração, Trump está se valendo de uma pandemia global para promover políticas de imigração muito restritivas.

Os Estados Unidos têm, de longe, o maior número de casos confirmados de coronavírus do mundo, com mais de 774 mil infecções. Só nesta segunda foram 20 mil novos registros da Covid-19. A doença já matou 42 mil pessoas nos EUA.