Trump assina decretos de estímulo econômico e diminui valor do seguro desemprego

Sem consultar o Congresso, o presidente assinou neste sábado quatro medidas de socorro aos americanos afetados economicamente pela pandemia de covid-19.

0
1334
Pacote foi assinado neste domingo (27) e evitou a paralisação parcial do governo (foto Shealah Craighead-Official White House)
Pacote foi assinado neste domingo (27) e evitou a paralisação parcial do governo (foto: Shealah Craighead-Official White House)

Após o Congresso não chegar a um acordo sobre o montante de dinheiro a ser repassado à população através do pacote de estímulo econômico, o presidente Donald Trump decidiu contornar os legisladores e decretar seu próprio plano de ajuda aos americanos durante a pandemia.

Do seu country club privado em Bedminster, New Jersey, Trump assinou uma ordem executiva neste sábado, autorizando o pagamento de seguro desemprego semanal no valor de $400, em vez dos $600 que foram pagos até julho.  A transferência do dinheiro para as contas da famílias seria feita em 75% pela administração federal, e 25% pelos estados. Ele disse que o valor será disponibilizado de “forma rápida”.

As outras medidas assinadas por Trump oferecem certa proteção contra despejos de inquilinos que não conseguem pagar aluguéis, e alivia os estudante do pagamento de empréstimos.  E uma quarta medida ordena um congelamento da retenção de impostos nas folhas de pagamento até o final do ano.

“Estamos fartos e vamos salvar os empregos americanos e proporcionar ajuda aos trabalhadores”, declarou em coletiva de imprensa, em Nova Jersey.

Algumas das medidas podem ser contestadas na Justiça, já que a Constituição dos Estados Unidos dá autoridade ao Congresso para decidir sobre os gastos federais.

Democratas, Republicanos e a Casa Branca trabalharam na semana passada na tentativa de um acordo sobre o projeto de um novo plano de ajuda, mas os esforços foram infrutíferos.

Os Democratas apoiavam um pacote de estímulos de 3 trilhões de dólares para reanimar a economia, fortalecer os serviços postais a tempo da eleição presidencial e dar aos desempregados um pagamento extra de 600 dólares semanais. Já os Republicanos não aceitam que o pacote de estímulos tenha valor superior a 1 trilhão de dólares.

Em nota, o partido Democrata se disse  “negativamente impressionado com as ordens de Trump”. Em uma declaração conjunta, a deputada Nancy Pelosi e o senador Chuck Schumer declararam que “esses anúncios oferecem pouca ajuda real para as famílias”. Eles acrescentaram: “Os Democratas repetem nosso apelo aos Republicanos para que voltem à mesa, nos encontrem no meio do caminho e trabalhem juntos para entregar alívio imediato aos povo americano. Vidas estão sendo perdidas e o tempo é essencial.