Trump reitera que dinheiro do contribuinte gasto com muro será reposto pelo México

"A mídia desonesta não divulga que o dinheiro gasto (por questão de velocidade)  na Grande Muralha será reposto mais tarde pelo México!", disse o presidente eleito pelo Twitter

0
5746
Número de imigrantes tentando atravessar a fronteira caiu 40%
Número de imigrantes tentando atravessar a fronteira caiu 40%

DA REDAÇÃO, COM ASSOCIATED PRESS — O presidente eleito Donald Trump disse através da sua conta no Twitter que o México vai reembolsar os contribuintes americanos pelo dinheiro gasto com a construção do muro na fronteira sul do país, e que o dinheiro americano vai ser usado em um primeiro momento “por questão de velocidade”.

A mensagem veio depois que parlamentares Republicanos e altos assessores do futuro presidente debateram um plano para pedir ao Congresso dinheiro disponível nos cofres americanos sem precisar de legislação específica para isso. Em vez disso, usariam uma lei já existente, que autoriza fundos para cercas e tecnologias de vigilância na fronteira sul, informou a agência Associated Press.

A possibilidade foi revelada na quinta-feira (5) por autoridades ligadas ao Congresso e um funcionário do alto escalão da equipe de transição, que falaram na condição de não terem os nomes revelados, porque não estariam autorizados a discutir o assunto em público, diz a reportagem da AP.

Na manhã de sexta-feira (6), Trump disse pelo Twitter que “a mídia desonesta não divulga que o dinheiro gasto na Grande Muralha (por questão de velocidade) será reposto mais tarde pelo México!” O presidente do México e outras autoridades do país já disseram repetidamente que o México não pagará pelo muro.

Durante a campanha, Trump repetiu várias vezes para os eleitores que construiria um muro na fronteira sul e faria com que o México pagasse por ele. Mas ele nunca revelou a forma de pagamento. Citou várias possibilidades, como obrigar o país vizinho a pagar mais por vistos e entradas de cidadãos mexicanos, ou usar os bilhões de dólares em remessas enviadas anualmente ao México por imigrantes que moram nos EUA.

O porta-voz da equipe de transição, Sean Spicer, disse que usar o dinheiro americano “não quer dizer que ele tenha quebrado a promessa”. Em entrevista ao programa de TV da ABC, Good Morning America, Spicer disse que achava que “ele [Trump] continuará a falar com eles [o governo mexicano] sobre o assunto.”

A promessa de construir um muro concreto e impenetrável ao longo da fronteira sul foi um dos destaques da campanha de Trump. “Construa o muro!”, era o canto dos presentes nos comícios. “Quem vai pagar por ele?”, peguntava ele à multidão. “México!” Trump prometia um muro de concreto e aço, alto como o teto de suas propriedades e que teria uma “grande e bonita porta” para dar passagem aos imigrantes legais.

A maioria dos especialistas viram tais promessas como irreais e impraticáveis, e o próprio Trump às vezes disse que o muro talvez não precisasse cobrir toda a extensão da fronteira, graças a barreiras naturais, como rios e montanhas. Depois de eleito, disse que estava aberto à possibilidade de alguns trechos cercados, em vez de murados.