Uma nova seleção pode emergir por causa da covid-19

0
442
O goleiro Weverton certamente estaria no time titular da Seleção Brasileira
O goleiro Weverton certamente estaria no time titular da Seleção Brasileira "do Brasil" (Foto: Cesar Grecco/Palmeiras)

A pandemia da covid-19 continua a assustar o planeta e a modificar hábitos. O mais recente, no campo esportivo, pode ser a convocação da Seleção Brasileira de Futebol – e também as de suas congêneres sul-americanas.

A apresentação dos jogadores deveria ser feita após a rodada do final de semana. No entanto, dirigentes da Premier Lerague, da La Ligue e da Serie A, respectivamente nomes das competições referentes aos campeonatos inglês, espanhol e italiano não estão dispostos a liberar os sul-americanos que atuam em suas competições, sob alegação do risco de eles serem vítimas e/ou propagadores da variante Delta da covid-19 junto aos seus companheiros de time.

Claro que a CBF e as demais confederações da América do Sul se apoiarão no item da Fifa que afirma não ser possível aos clubes negar a cessão dos jogadores convocados nas chamadas datas Fifa, ou seja, quando os campeonatos locais são interrompidos para as disputas de jogos pelas seleções nacionais. Tudo indica que deve prevalecer a determinação da Fifa, porém, acredito que seria uma experiência bem interessante formar as seleções nacionais apenas com os jogadores que atuam no continente.

Acredito que isto serviria de um combustível extra para oxigenar o interesse dos torcedores pela seleção – algo que vem sendo perdido ao longo do tempo. Ora, com a convocação feita prioritariamente por jogadores que atuam fora do país, os fãs dos times locais demonstram pouca empatia com a seleção nacional. Como sou mais veterano, lembro-me perfeitamente das acaloradas discussões entre torcedores dos clubes ao defender jogadores de seus times do coração. Isto poderia voltar caso a comissão técnica optasse por convocar apenas atletas que atuam no Brasil.

Garanto a vocês que esta experiência seria bastante rica. Afinal, ninguém duvida que o Brasil se classificará apara a Copa do Mundo Catar 2022. Nas atuais Eliminatórias da América do Sul, a Seleção Brasileira tem aproveitamento de 100%, com seis vitórias em seis jogos. A ausência dos convocados do exterior não prejudicaria em nada a boa campanha – até porque, como frisei, as demais seleções sul-americanas também estariam desfalcadas dos jogadores que atuam nos principais centros futebolísticos.

Quais seriam os convocados?

Claro que a rebelião dos europeus não encontrará eco, até porque Gianni Infantino já declarou que este pleito não tem como prosperar, pois faz parte de um acordo assinado entre clubes e federações, portanto, impedir a cessão de atletas poderia gerar sanções contra estes clubes e federações.

Todavia, se praticarmos o livre exercício, poderíamos convocar os 23 melhores que atualmente disputam o Campeonato Brasileiro, a Copa do Brasil e a Taça Libertadores da América. Evidentemente, os três “ricos” (Flamengo, Atlético-MG e Palmeiras) do futebol nacional cederiam mais por terem elencos maiores e mais qualificados, mas os demais clubes também colaborariam com a liberação de seus craques.

Do Flamengo, poderiam ser convocados Bruno Henrique, Gabi, Felipe Luís, Diego Alves e Everton Ribeiro. O Atlético-MG cederia Hulk, Guilherme Arana, Everson, Jair e Nathan Silva. O Palmeiras poderia liberar Weverton, Dudu, Raphael Veiga, Gustavo Scarpa e Danilo. O Corinthians poderia ceder Fagner, Renato Augusto e Gil. Os convocados do São Paulo seriam Daniel Alves e Miranda. Do Internacional, viriam Taison e Edenilson. E Leo Ortiz viria do Red Buyll Bragantino

Essa seleção, por posições ficaria assim:
Goleiros
Weverton (Palmeiras)
Diego Alves (Flamengo)
Everson (Atlético-MG)
Laterais
Daniel Alves (São Paulo)
Fagner (Corinthians)
Guilherme Arana (Atlético-MG)
Felipe Luís (Flamengo)
Zagueiros
Nathan Silva (Atlético-MG)
Gil (Corinthians)
Miranda (São Paulo)
Leo Ortiz (Red Bull Bragantino)
Volantes
Jair (Atlético-MG)
Danilo (Palmeiras)
Renato Augusto (Corinthians)
Edenilson (Internacional)
Meias
Everton Ribeiro (Flamengo)
Raphael Veiga (Palmeiras)
Gustavo Scarpa (Palmeiras)
Taison (Internacional)
Atacantes
Hulk (Atlético-MG)
Gabi (Flamengo)
Bruno Henrique (Flamengo)
Dudu (Palmeiras)

Acho que, sem dúvida, a Seleção Brasileira “do Brasil” poderia fazer uma boa figura nas Eliminatórias Sul-Americanas e Tite ainda ganharia a chamada “dor de cabeça que todo técnico gosta”. O time titular? Cada um de vocês – leitores e/ou internautas – pode formar a sua. 

Copa do Brasil teve primeira rodada das quartas de final

Neste meio de semana foram disputadas quatro partidas referentes às quartas de final da Copa do Brasil. Os três jogos realizados na quarta-feira (25) tiveram a vitória de um mandante e outra de um visitante, além de um empate. Falta apenas incluir o resultado do jogo entre Fluminense e Atlético-MG ocorrido na quinta-feira (26) à noite porque esta edição já havia fechado. 

Vale lembrar que apenas quatro equipes continuam vivas nas principais competições do futebol brasileiro: Flamengo e Atlético-MG ainda aspiram os títulos da Taça Libertadores da América, da Copa do Brasil e do Campeonato Brasileiro, enquanto o Athletico-PR e Santos disputam a Copa do Brasil, o Brasileirão e a Copa Sul-Americana.

Flamengo surpreende Grêmio em Porto Alegre

Jogadores do Flamengo se reúnem no gramado para traçar estratégia que resultou em goleada (Foto: Alexandre Vidal/CRF)
Jogadores do Flamengo se reúnem no gramado para traçar estratégia que resultou em goleada (Foto: Alexandre Vidal/CRF)

O Flamengo saiu na frente e abriu larga vantagem na disputa por uma vaga na semifinal da Copa do Brasil. Com um a menos em boa parte do confronto, com Isla expulso no primeiro tempo, o Rubro-negro venceu o Grêmio por 4 a 0, na Arena do Grêmio, no primeiro jogo das quartas de final. Os gols da vitória foram marcados por Bruno Viana, Michael, Rodinei e Vitinho, todos no segundo tempo. O clube gaúcho ainda perdeu Vanderson por expulsão no apagar das luzes. 

Com o resultado, o Fla pode perder por três gols de diferença no duelo da volta, marcado para o dia 15 de setembro, no Maracanã, que ainda avança. Vale lembrar que não existe gol qualificado na briga pela classificação.

No próximo sábado (28), o Flamengo (5º colocado) enfrenta o Santos (11º) na Vila Belmiro. No mesmo dia, o Grêmio (17º) recebe o Corinthians (6º) na Arena do Grêmio. Os dois jogos são válidos pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro.

São Paulo vacila e desperdiça vantagem no jogo de volta

Emiliano Rigoni foi o autor dos dois gols do Tricolor paulista no empate com o Fortaleza (Foto: Paulo Pinto/Saopaulofc.net)
Emiliano Rigoni foi o autor dos dois gols do Tricolor paulista no empate com o Fortaleza (Foto: Paulo Pinto/Saopaulofc.net)

O São Paulo abriu vantagem, mas o Fortaleza buscou nos acréscimos o empate por 2 a 2 no jogo de ida das quartas de final da Copa do Brasil, no Morumbi. O Tricolor saiu na frente com dois gols do decisivo Rigoni – sempre ele – mas uma falha feia do goleiro Tiago Volpi deu início à reação do Leão, que marcou com Yago Pikachu e buscou a igualdade no fim, com Romarinho, em gols que deixam o confronto aberto para a volta, na Arena Castelão. Em um jogo com boas chances dos dois lados, Juan Pablo Vojvoda manteve a invencibilidade contra Hernán Crespo no duelo de técnicos argentinos – nos únicos dois encontros até esta quarta, duas vitórias do atual comandante do Fortaleza.

Fortaleza e São Paulo fazem o jogo de volta das quartas de final apenas em 15 de setembro, na Arena Castelão. Os dois precisam de uma vitória simples para avançar. Qualquer empate leva a decisão para os pênaltis.

Os dois times voltam a campo pela 18ª rodada do Brasileirão: o São Paulo (12º) enfrenta o Juventude (13º) no domingo (29), no Alfredo Jaconi, enquanto o Fortaleza (3º) recebe o Cuiabá (14º) na segunda-feira (30), na Arena Castelão.

Furacão larga na frente

O gol de Renato Kayzer garantiu a vantagem do Furacão para o jogo de volta em Santos (Foto: site oficial do Athletico-PR)
O gol de Renato Kayzer garantiu a vantagem do Furacão para o jogo de volta em Santos (Foto: site oficial do Athletico-PR)

O Athletico venceu o Santos, por 1 a 0, na Arena da Baixada, no jogo de ida das quartas de final da Copa do Brasil. O gol da partida foi marcado por Renato Kayzer, aos 16 minutos do primeiro tempo. Na segunda etapa, o Peixe ficou na bronca pedindo um pênalti em toque do próprio Kayzer, enquanto o Furacão teve um gol de Mingotti anulado. No fim, vantagem do Rubro-Negro na disputa por uma vaga nas semifinais.

A partida de volta entre Athletico e Santos será apenas em 14 de setembro, uma terça-feira, na Vila Belmiro. Vale lembrar que o gol fora de casa não é critério de desempate. Com isso, o Athletico leva a vantagem do empate. O Peixe precisa vencer por pelo menos dois gols de diferença para se classificar. Caso o Santos ganhe por um gol de vantagem, a decisão da vaga será nos pênaltis. É bom mesmo o Alvinegro praiano reagir, porque o cargo do técnico Fernando Diniz está ameaçado. Já começou o processo de fritura do treinador nas imediações da Vila Belmiro.

Os dois times entram em campo no próximo sábado (28), pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Santos recebe o Flamengo, na Vila Belmiro. O Athletico (9º) visita o Palmeiras (2º), no Allianz Parque.

City fecha com Cristiano Ronaldo e brasileiro separa português da Premier League

De acordo com o jornal espanhol AS, já existe um acordo entre o time de Guardiola e o craque e a chegada da estrela portuguesa à Premier League é "questão de horas" (Foto: punditarena.com)
De acordo com o jornal espanhol AS, já existe um acordo entre o time de Guardiola e o craque e a chegada da estrela portuguesa à Premier League é “questão de horas” (Foto: punditarena.com)

Cristiano Ronaldo está muito próximo de ser o novo reforço do Manchester City.

Segundo o jornal espanhol AS, o único detalhe que resta para concretização do acordo é qual jogador do City será incluído na operação. Os ingleses querem que Sterling seja o jogador envolvido na transferência, mas a Juve deseja o brasileiro Gabriel Jesus.

O português chegou a Juventus em 2018 e, desde então, conquistou cinco títulos. Vale lembrar que jogar em Manchester não seria nenhuma novidade na carreira de Cristiano Ronaldo. O português é um dos grandes nomes da história do Manchester United, onde atuou de 2003 a 2009, conquistando uma Champions League e três títulos da Premier League.

Por falar em Premier League, o volante brasileiro naturalizado italiano Jorginho, do Chelsea, foi eleito o melhor jogador da Europa da temporada passada. Vencedor da Champions pelo seu clube e da Eurocopa defendendo a Azzurra, o ganhou o prêmio nesta quinta-feira (26), durante a cerimônia do sorteio dos grupos da Liga dos Campeões. Thomas Tuchel, seu treinador no Chelsea, ficou com o prêmio de melhor treinador europeu.