USEND chega ao Brasil para facilitar o envio de dinheiro para outros países

Empresa de remessas internacionais desenvolveu aplicativo para o envio de dinheiro, pagamento de contas e recarga de celular pré-pago no exterior

1949
Aplicativo USEND facilita a vida de quem quer mandar dinheiro para o Brasil
Aplicativo USEND facilita a vida de quem quer mandar dinheiro para o Brasil

A USEND, empresa de remessas de dinheiro, começa a operação no Brasil em novembro deste ano e passa a oferecer o serviço de pagamentos internacionais em poucos cliques. Isso quer dizer que quem vive nos EUA poderá transferir dinheiro do Brasil para cá, processo que era muito burocrático anteriormente.

“Como tudo será feito digitalmente, é indiferente o local em que a pessoa está fisicamente. A proposta é realmente facilitar a vida do usuário, diminuindo burocracias presenciais. O importante é que o usuário esteja em situação regular na Receita Federal do Brasil e possa enviar as documentações requeridas digitalmente. Serão transações de dinheiro que estão no Brasil para o exterior e o dono pode controlar as remessas de onde estiver”, explica a empresa, que faz parte do grupo Pontual Money Transfer A empresa está estabelecida no mercado americano desde 2007 e é conhecido pela transparência, segurança e preocupação com os clientes durante as transações financeiras além das fronteiras.

No ano passado, o grupo foi responsável por 25% do volume total em dólares enviados dos Estados Unidos ao Brasil, transacionando cerca de $282 milhões. De acordo com Fernando Fayzano, fundador e CEO da empresa, a decisão de investir em tecnologia avançada e criar a USEND veio de forma natural ao longo dos anos de atuação, por entender que o mercado de remessas iria inevitavelmente migrar para o digital, possibilitando mais autonomia e agilidade no envio de dinheiro.

A entrada no mercado brasileiro está alinhada com os planos da empresa de expandir internacionalmente e possibilitar cada vez mais conexões para o fluxo financeiro ao redor do mundo. Com a crescente globalização e a facilidade de trabalho remoto, o serviço de remessas vai se tornando cada vez mais relevante. O Brasil é o segundo país em que a USEND começa a operação, que será implementada em seguida no Canadá. O movimento é natural para a empresa, que tem o mercado brasileiro como um dos principais públicos-alvo e passa a oferecer a possibilidade de envio de remessas do local para 25 países. A partir de 2019, serão 60 países habilitados a receber os pagamentos.

Hoje, já são cerca de 43 mil cadastrados no aplicativo e $26 milhões em transações realizadas pela USEND em um ano de atuação. A fintech já está em funcionamento nos Estados Unidos desde setembro de 2017. O sistema está disponível em três línguas — inglês, português e espanhol — e possibilita o envio de dinheiro para o exterior, além do pagamento de contas e boletos e recarga de celulares pré-pagos à distância. Hoje, os países que recebem o maior número de transações da empresa são Brasil, México, Guatemala, El Salvador, Honduras, Japão e Filipinas.

O serviço é a evolução de uma versão anterior chamada EnviouChegou, que foi testada por três anos. O protótipo do aplicativo servia exclusivamente à comunidade brasileira no país norte-americano, para envio de remessas somente ao Brasil. Após o período de teste, um novo produto foi desenvolvido, com melhorias de usabilidade e segurança. “Criamos um aplicativo robusto e com tecnologia de última geração. Ao mesmo tempo, é supercompacto e ocupa pouco espaço de memória nos dispositivos móveis”, explica Fayzano.

Nascido no Brasil, Fernando migrou para o exterior há mais de 28 anos e vivenciou na pele a necessidade de encontrar um serviço de remessas internacionais seguro e ágil para auxiliar financeiramente a família à distância. Com isso, decidiu investir no nicho e criar uma empresa focada na comunidade brasileira que vive nos Estados Unidos, oferecendo um atendimento personalizado, em português e com grande parte da equipe formada por conterrâneos dos clientes. Primeiro, fundou a Pontual Money Transfer, que atua em formato de agentes físicos e pagamentos em massa para empresas parceiras. No ano passado, foi o lançamento da USEND, fintech com a proposta de um serviço mais rápido e eficiente, mantendo a confiabilidade já consolidada. “Inicialmente, foi difícil competir no mercado de remessas internacionais, pois muitas empresas atuavam na ilegalidade e conseguiam oferecer cotações muito mais elevadas, realizando pagamentos pelo mercado paralelo de doleiros. Fizemos um trabalho em conjunto com os reguladores para garantir a prática correta entre as empresas e hoje somos uma referência em compliance no setor”, conta Fayzano.

Para baixar o aplicativo USEND basta acessar a app store de seu tefone.

Fernando Fayzano, fundador e CEO da USEND
Fernando Fayzano, fundador e CEO da USEND