‘Vamos reconstruir tudo que foi destruído’, diz presidente da Ucrânia 

Zelensky espera aprovação da entrada do país na União Europeia

0
450
Presidente ucraniano continua a liderar a resistência e acredita em dias melhores após o término da guerra (Foto: ZUMA Press Wire/DPA)
Presidente ucraniano continua a liderar a resistência e acredita em dias melhores após o término da guerra (Foto: ZUMA Press Wire/DPA)

Em depoimento divulgado na quinta-feira (10), o presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, afirmou que o povo de seu país não irá desistir de lutar e que, depois de vencer a Rússia, irão reconstruir o que foi destruído, rápido e com qualidade. “Eu até já criei programas governamentais para a reconstrução de todas essas cidades. Elas não verão nenhum rastro da agressão russa”, disse.

Em sua fala emocionada, Zelensky afirma que o povo ucraniano está lutando pela liberdade de todos os cidadãos do continente europeu. “Sei que os líderes da União Europeia (UE) vão se unir para tratar da nossa adesão. Estamos esperando um sinal concreto. Esperamos um apoio poderoso porque isso será justo, verdadeiro, humano e europeu”, disse.

Para o mandatário ucraniano, o presidente russo, Wladimir Putin, quer humilhar o povo “para que eles, de joelhos, peguem pão e água das mãos dos invasores. Para que eles possam salvar as suas vidas somente indo para territórios ocupados ou para a Rússia”.

Zelensky disse que os cidadãos russos um dia perceberão estar sendo enganados por Putin há anos. E sentirão as consequências econômicas e sociais da guerra ao perceber que o futuro de seus filhos está sendo roubado. “A guerra nunca é isolada, ela sempre bate na vítima e no agressor também”.

O presidente ucraniano disse ainda que a Rússia mentiu para seus cidadãos quando afirmou que o ataque de quarta-feira (9) a um hospital em Mariupol não teve vítimas pois o local estava vazio. Zelensky disse que o saldo do ataque foi de três mortos, entre elas uma menina, e 17 feridos, entre crianças, mulheres e médicos.