Varejo terá mais oferta de vagas

Emprego temporário no período das festas será o maior dos últimos seis anos no Brasil

0
1148
Fim do ano promete ser excelente para o varejo (Foto: Renato Araújo/Agência Brasília)
Fim do ano promete ser excelente para o varejo (Foto: Renato Araújo/Agência Brasília)

DA REDAÇÃO – A oferta de empregos temporários no varejo no período das festas deverá ter o maior número de vagas dos últimos seis anos no Brasil. As estimativas são da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), que calcula a contratação de 91 mil trabalhadores neste fim de ano para atender o aumento das vendas, isto é, número 4% maior do que o registrado no ano passado, 87,5 mil.

O Natal é considerado a principal data comemorativa do varejo e deve movimentar R$ 35,9 bilhões neste final de ano. De acordo com o presidente da entidade, José Roberto Tadros, a inflação baixa, a queda de juros, os prazos maiores para quitação de financiamentos e a liberação de saques do FGTS e do PIS/Pasep são os maiores responsáveis por este aumento.

As maiores contratações devem ocorrer nas áreas de vestuário (62,5 mil vagas), supermercados (12,8 mil) e artigos de uso pessoal e doméstico (10,7 mil).

De cada dez vagas, oito serão preenchidas por vendedores (57 mil), operadores de caixa (13 mil) e pessoal de almoxarifado (4,6 mil). Mais da metade das vagas (54%) devem estar concentradas em São Paulo (22,6 mil), Minas Gerais (10 mil), Rio de Janeiro (9,4 mil) e Rio Grande do Sul (7,6 mil)

A CNC também avalia que a taxa de efetivação dos trabalhadores deve ser a maior dos últimos quatro anos: 26,1%, chegando perto do patamar de 30% que costumava ser registrado até 2014.