Vice-Consulado Brasileiro em Orlando abre em junho

Rodrigo Fonseca, diplomata que recentemente era responsável pelo Setor Comercial no Consulado Geral do Brasil em Miami, assumirá o posto na condição de vice-cônsul

0
3082
Rodrigo Fonseca será o primeiro vice-cônsul do Vice-Consulado do Brasil em Orlando (Foto: Arquivo pessoal)
Rodrigo Fonseca será o primeiro vice-cônsul do Vice-Consulado do Brasil em Orlando (Foto: Arquivo pessoal)

DA REDAÇÃO – Uma antiga reivindicação dos brasileiros que vivem em Orlando e região finalmente será atendida. No mês de junho, será aberto o Vice-Consulado do Brasil em Orlando.

Para sabermos mais sobre como funcionará este novo posto de atendimento aos brasileiros no Exterior, o AcheiUSA entrevistou Rodrigo Fonseca, que atuará como cônsul-adjunto encarregado do Vice-Consulado em Orlando. A escolha de Rodrigo faz sentido, pois, além de ser um diplomata com uma carreira bem-sucedida no Itamaraty, conhece bem a região, pois até recentemente era responsável pelo Setor Comercial no Consulado Geral do Brasil em Miami. 

Aqui, ele adianta como será a estrutura e o funcionamento do Vice-Consulado do Brasil em Orlando, que ficará localizado neste endereço: 355 N Orange Avenue, Orlando, FL, 32802.

AcheiUSA – O novo Vice-Consulado Brasileiro em Orlando terá status de consulado como o de Miami, por exemplo?

Rodrigo Fonseca – O Vice-Consulado do Brasil em Orlando em um primeiro momento será uma extensão do Consulado Geral do Brasil em Miami. Nessas condições, lidará somente com temas estritamente consulares e de assistência, como emissão de documentos e atendimento a nacionais em situação de risco.

AU – Quando será inaugurado o Vice-Consulado Brasileiro em Orlando?

RFO Vice-Consulado do Brasil em Orlando está previsto para ser inaugurado em junho deste ano.

AU – Quantos funcionários terá o Vice-Consulado Brasileiro em Orlando? 

RFA lotação prevista é de 16 funcionários, sendo oito do quadro de servidores do serviço exterior brasileiro e oito contratados localmente.

AU – Alguns funcionários de Miami serão transferidos ou todos serão contratados localmente?

RFEstão sendo contratados por meio de processo seletivo aberto ao público – e isso já está na fase final – brasileiros que vivam aqui nos Estados Unidos ou estrangeiros que dominem o português e morem aqui. Neste momento, existe uma força tarefa que inclui funcionários do CG Miami fazendo um trabalho de treinamento com as pessoas em processo de contratação.

AU- Além de você, quantos diplomatas estarão trabalhando no Vice-Consulado Brasileiro em Orlando?

RFAtualmente, além de mim, há mais três colegas diplomatas em Orlando.

AU – Você tem ideia de quais regiões serão atendidas pelo Vice-Consulado Brasileiro em Orlando?

RFAinda está por se definir formalmente o desenho da nova jurisdição atinente ao Vice-Consulado. O que se busca é justamente atender com maior eficiência e proximidade o consulente que se encontra distante da sede em Miami. 

AU – Quantos brasileiros usarão os serviços neste novo posto consular?

RFDos estimados 500 mil brasileiros residentes na Florida, Orlando e região representam uma grande porcentagem desse número. O Vice-Consulado, além de ser uma grande conquista para a comunidade brasileira aqui residente, também vai poder auxiliar a imensa população flutuante representada pelos turistas provenientes de nosso país. 

AU – Há quanto tempo vem sendo preparada a abertura do Vice-Consulado Brasileiro em Orlando?

RFÉ uma reivindicação antiga da comunidade local que está em discussão no Itamaraty desde 1997.

AU – Poderá haver algum tipo de sobreposição de tarefas por termos dois consulados brasileiros em um mesmo estado?

RFNão haverá sobreposição de modo algum. A comunidade brasileira na Flórida é ampla e diversificada, além de se espalhar em diversas regiões deste Estado tão extenso e importante para a economia dos EUA. Na Califórnia, por exemplo, coexistem dois Consulados-Gerais do Brasil: em Los Angeles e São Francisco. Cada qual com suas tarefas e desafios próprios.

AU – Como será feita esta divisão?

RFComo já dito, ainda está por ser definida formalmente a divisão de jurisdições dos condados da Flórida. Assim que for definido, o cidadão terá de solicitar serviços consulares exclusivamente na sua área de cobertura. O que se terá de imediato é uma oferta melhor e mais ampla de serviços à disposição do consulente que vive na Flórida Central e do Norte.

AU – O novo Vice-Consulado Brasileiro em Orlando oferecerá todos os serviços disponíveis em Miami?

RFPor enquanto não. Num primeiro momento, carteira de matrícula consular e vistos não serão expedidos no Vice-Consulado de Orlando. Espera-se que, em breve, possamos agregar esses serviços ao nosso rol de atendimento.