Vice-presidente eleito diz que esforço para acabar com o Obamacare começará no primeiro dia de governo

Mike Pence confirma que Donald Trump considera prioritária a revogação do programa de saúde que proporcionou seguro-saúde para 20 milhões de americanos

0
4311
Vice-presidente eleito Mike Pence é um dos maiores adversários do plano de saúde Obamacare

O vice-presidente eleito, Mike Pence, declarou nesta quarta-feira (4) que Donald Trump determinou como prioritária a revogação do sistema de saúde pública elaborado pelo governo Obama, conhecido como “Obamacare”, desde o primeiro dia do novo governo que será empossado no dia 20 de janeiro.

Líderes Democratas reuniram-se com Obama no Capitólio para discutir estratégias que possam proteger lei, e acusaram os Republicanos de querer destruir o atual sistema de saúde americano sem apresentar uma alternativa.

A revogação do chamado Affordable Care Act ameaça criar um caos no mercado de seguro de saúde americano.

Pence encontrou-se com parlamentares Republicanos mas nem ele nem Paul Ryan, presidente da Câmara, detalharam sobre algum programa substituto para o Obamacare. Ryan disse que os parlamentares querem ações que não “tirem o tapete de debaixo de ninguém”.

Obama encontrou-se pela manhã com parlamentares democratas para discutir como proteger a lei, aprovada há quase sete anos, apesar da oposicão Republicana.

A lei possibilitou que 2o milhões de americanos que nunca tiveram seguro saúde na vida obtivessem o benefício, graças a um incentivo do governo às seguradoras, e foi considerado uma marca de seu governo. Os Republicanos, que controlarão o Congresso e a Casa Branca em 2017, acusam o programa de extrapolação governamental.

“A primeira ordem do dia será cumprir a promessa de derrubar o Obamacare e substituí-lo por um programa que reforme o sistema de saúde, baixando seu custo sem aumentar a intervenção do governo”, disse Pence em entrevista coletiva.

O vice-presidente eleito disse que isso deve ser feito de uma forma que “não prejudique” a economia ou americanos que tenha conseguido o seguro através do Obamacare. Segundo ele, Trump trabalhará ao lado dos líderes parlamentares por uma “agenda executiva e legislativa no sentido de uma transição segura para um sistema de saúde regulado pelo mercado.”

“Acho que a questão deve ser focada no impacto que isso terá na vida das pessoas”, disse o senador Democrata Jack Reed. “Muitas pessoas não têm noção de que estão protegidas pelo Obamacare.”