Western Union paga $586 milhões às vítimas de fraude

Fraudadores ofereciam prêmios falsos e oportunidades de emprego para burlar milhares de consumidores americanos

0
3214
Loja da Western Union
Loja da Western Union

Western Union Co. concordou em pagar $586 milhões e admitiu ter feito vista grossa para criminosos que usaram seus serviços para lavar dinheiro e cometer fraude, revelaram autoridades americanas na quinta-feira (19).

Western Union, que está presente em mais de 200 países, permitiu que maus elementos processassem transações, mesmo quando a companhia descobriu que seus agentes estavam ajudando os fraudadores a evitar detecção, segundo declarações do Departamento de Justiça e da Comissão Federal de Comércio dos EUA.

Com a ajuda dos agentes da Western Union, imigrantes chineses usaram o serviço para enviar centenas de milhões de dólares para pagar traficantes de pessoas, enviando dinheiro em pequenas quantias para evitar as exigências federais em reportar estas remessas.

Os fraudadores ofereciam prêmios falsos e oportunidades de emprego para burlar milhares de consumidores americanos, dando aos agentes da Western Union uma comissão em agradecimento pelo processamento dos pagamentos.

Entre 2004 e 2012, a companhia baseada no Colorado, sabia das transações fraudulentas mas falhou ao não tomar providências para punir cerca de 2.000 agentes. “A Western Union está pagando agora o preço por ter colocado os lucros à frente dos seus próprios clientes”, disse David Bitkower, secretário assistente de Justiça em exercício. O acordo servirá para reembolsar os consumidores que foram vítimas do golpe, assinalaram as autoridades.