Zezoo.com: uma empresa com a ousadia de quem abre o próprio caminho

Companhia de soluções em logística comercializa produtos através de website e cresce 500% em menos de um ano

0
61829

Quem passa em frente a uma vasta área comercial insuspeita na cidade de Coconut Creek (FL), não pode imaginar que ali é a sede de uma das empresas administradas por brasileiros que têm mais crescido na comunidade nos últimos cinco anos.

A Zezoo, comandada pelo mineiro Frederico (Fred) Martins, 41 anos, morando há vinte nos Estados Unidos, poderia ser descrita como uma companhia especializada em soluções de armazenamento, distribuição e cobrança, o que a definiria como uma empresa de logística. Mas suas operações vão muito além disso. No galpão de 12 mil pés quadrados, onde também funciona o confortável escritório da empresa, estão estocados produtos de diversas marcas, que ela comercializa através do seu website Zezoo.com, que já cresceu 500% desde que foi para o ar, há pouco menos de um ano. No mesmo local também é monitorado todo o sistema que controla as operações da empresa, um complexo software de controle, inteiramente desenvolvido na casa. Na carteira de clientes estão marcas como o clube de futebol Cruzeiro e a empresa de cosméticos Embelleze, que têm seus produtos comercializados online e distribuídos para todo os EUA através da rede de logística da Zezoo.com.

Com um faturamento de cerca de $6.5 milhões por ano, a Zezoo é produto da ousadia de Fred, que mesmo sem uma educação formal na área de marketing cercou-se de gente competente e não precisou de nenhuma teoria mercadológica acadêmica para saber se era possível fazer o que ele fez. Ele simplesmente foi lá e fez. Fred recebeu a reportagem do AcheiUSA em seu escritório e ficamos sabendo um pouco mais sobre a trajetória da Zezoo e a do próprio Fred em direção ao sucesso.

AcheiUSA – Como você definiria a sua empresa?
Fred Martins – Nós temos quatro pilares na Zezoo, quatro divisões bem definidas. Um dos pilares é o dotcom, que é a divisão onde a gente tem o site zezoo.com, que é um site de multimarca, multibrand etc.; temos o nosso departamento de TI `tecnologia da informação`, onde desenvolvemos todo o nosso sistema de software, construção de websites e implantação de sistemas de software para empresas; temos o departamento de wholesale, que é onde a gente faz a distribuição de telefones celulares, setor onde a Zezoo nasceu (viemos de um grupo da área de celulares). E temos o nosso core, a base de disso tudo, que é a nossa estrutura de logística, com todas as suas soluções de armazenamento e distribuição dos produtos dos nossos clientes.

AU – Você diria então que ela é uma empresa de logística?
FM –
Sim, mas talvez a melhor forma de defini-la esteja descrita no nosso site corporativo “corp.zezoo.com” que explica como a Zezoo é uma empresa 360º, envolvendo todos os aspectos e necessidades do cliente em termos de logística. Tudo que o cliente precisa para comercializar o seu produto, desde armazenamento, distribuição e até mesmo cobrança, é nossa responsabilidade. Vou te dar um exemplo prático. Um cliente nosso foi ao México e se apaixonou por uns vasos 100% manufaturados com materiais orgânicos e resolveu vendê-los aqui nos EUA. Ele faz o marketing e a venda do produto, mas descobriu a Zezoo para fazer todo o serviço de logística. Ou seja, ele não precisa alugar um espaço de armazenamento, não precisa de um overhead, pode trabalhar com um mínimo de recursos de um escritório na casa dele enquanto nós cuidamos do resto. Se ele não usasse a Zezoo, teria que alugar um galpão, contratar funcionários, montar um website, ter um shopping cart, processar a cobrança, enfim, teria uma despesa enorme para comercializar aqueles vasos.

AU – E como você prospectam esses clientes?
FM –
Como nós somos uma empresa que cresceu 300% em três anos, a única coisa que nós não fizemos ainda foi montar um departamento comercial. Por que? Porque nós quase não damos conta da demanda que já temos. Eu não monto um departamento comercial porque a empresa não vai conseguir acompanhar as novas vendas que vão chegar. A demanda hoje já é tão grande para o nosso serviço que a empresa está inteiramente comprometida com trabalho até março do ano que vem, com várias marcas novas chegando para nós comercializarmos. Por isso não posso colocar vendedores na rua oferecendo nosso produto.

AU – Como surgiu a Zezoo?
FM –
A semente da Zezoo germinou em 1997 dentro de um grande grupo, chamado Cellular Concepts, em Nova York, quando começamos a desenvolver dentro da empresa um trabalho de distribuição. Em 2001, nos mudamos para a Filadélfia. Nossa distribuição cresceu muito e por fim decidi me mudar para a Flórida em 2004, onde nasceu a minha primeira filha. Àquela altura, já não mais importava onde a empresa estivesse, o sistema permitia que eu trabalhasse estando na Flórida ou no Alaska.

AU – Mas foi você quem fundou a Zezoo?
FM –
Sim. A Cellular Concepts foi fundada pela minha ex-sócia e fui eu que montei os seus setores de distribuição, e-commerce, website etc. A Zezoo nasceu em 2009, como uma divisão do grupo Cellular Concepts. O divisor de águas entre a Cellular e a Zezoo foi quando um grande cliente disse que precisava eliminar o galpão de armazenamento dele e perguntou se em vez de nós apenas revendermos o produto não poderíamos também cuidar do armazenamento e da logística dele. Por fim, começaram a chegar outras marcas não relacionadas com o mercado de celulares, e a divisão não mais se encaixava perfeitamente numa empresa exclusivamente dedicada a telefones celulares, como era a Concepts. Foi aí que eu tive a ideia de criar a marca Zezoo.

AU – Você tem algum sócio na Zezoo?
FM –
Quando eu comprei a Zezoo da Concepts, trouxe junto três funcionários que estão comigo há mais de dez anos, e dei participação na empresa para eles. Mas eu sou o sócio majoritário.

AU – Quantos produtos vocês comercializam hoje na Zezoo?
FM –
Hoje temos exatamente 1164 produtos comercializados através do nosso sistema. Mas tem mais uma linha nova chegando, e logo vamos alcançar 1500.

AU – Qual é o carro-chefe das vendas, o produto que mais vende?
FM –
Os produtos alimentícios. Não é o setor mais lucrativo, mas é o que vende em maior quantidade. Camisas de time de futebol também saem bem, produtos de beleza… Somos distribuidores exclusivos de algumas marcas, como o Cruzeiro Esporte Clube, a Embelleze… O Cruzeiro foi a nossa primeira grande marca brasileira, temos com eles um contrato de exclusividade para a venda online em 150 países.

AU – Vocês só atendem a brasileiros?
FM –
Não, hoje 50% por cento dos nossos consumidores são americanos. Nosso site é bilíngue, mas a página principal está em inglês.

AU – Quantos funcionários tem a empresa?
FM –
Temos 18 funcionários fixos, sendo três deles no Brasil.

AU – Qual o volume de vendas anual da Zezoo?
FM –
No ano passado fechamos com um total de $6,5 milhões em vendas, incluindo todos os nossos serviços. E a Zezoo.com só começou este ano. Na verdade, o website não foi lançado com objetivo de faturar. Foi lançado como uma vitrine para as empresas para as quais a gente já fazia a logística. Como havia muitos produtos dos clientes à disposição, pensamos: por que não montar um website para comercializar também esses produtos que estão à mão? Antes fazíamos só o armazenamento e encaminhávamos o produto para quem fosse vendê-lo. Hoje, através da Zezoo.com, podemos comercializá-lo diretamente.

AU – E como foi o desempenho do site?
FM –
Crescemos aproximadamente 500% em um ano, mas para chegar até esse número investimos forte no marketing. Gastamos cerca de $50 mil, entre publicidade e patrocínio de shows, como o de Luan Santana, por exemplo. A Zezoo.com, na minha visão, é a porta de entrada para quem eu quero trazer para a minha logística. Quando eles trazem o produto para ser oferecido na Zezoo.com, eles passam a conhecer o meu serviço de logística. Já temos clientes que começaram somente na Zezoo.com e depois acabaram buscando também os nossos serviços de logística.

AU – A Zezoo também patrocina muitos shows. É parte da estratégia de marketing ou mais um modo de faturar?
FM –
Como o slogan da Zezoo.com é ‘Trazendo o Brasil até Você’, então além de de trazer os produtos a gente resolveu, em parceria com a Excell Productions, trazer também alguns nomes de sucesso, como Gustavo Lima e Luan Santana. No total, fizemos oito eventos em parceria com a Excell. O trabalho que é feito pelo Will, sócio da Excell, é muito sério. Só que hoje tem no mercado uma série de empresas de produtores que não são sérios. São pessoas que estão sujando a imagem do ramo. É muito difícil fazer shows aqui. Se você perguntar para o Will, ele vai te dizer que não teve lucro com nenhum show que ele trouxe. Mas tem uma turminha aí que é um bando de picareta, que vai ao Brasil, assina um contrato com artista, e quando chega aqui não paga. Para você ter uma ideia, o show do Michel Teló aqui na Flórida quase não acontece, porque a pessoa que o contratou não pagou a casa, não pagou o Will e não pagou o cantor. O Teló recebeu apenas 30% do contrato… Daí o meu desabafo antes do show do Luan, mesmo porque o nome da minha empresa estava associado ao evento. Por isso, daqui em diante só vamos fazer alguma coisa se formos inteiramente reponsáveis pelo show, sempre ao lado da Excell.

AU – Qual a sua formação? Qual foi a base teórica para criar o conceito que a Zezoo utiliza?
FM
-Trabalho. Não tenho nenhuma formação, mas trabalho desde os doze anos de idade. No Brasil trabalhei como corretor de imóveis, setor onde a minha familia tem vários negócios. Depois fui trabalhar no Cruzeiro e vim para cá junto com o time em 1993. Trabalhei limpando lojas de celulares, onde conheci a minha sócia. Eu tinha uma empresa de limpeza que cuidava dos escritórios dela. Um dia apresentei um projeto de distribuição de celulares para ela, e foi assim que tudo começou.

AU – Mas onde você aprendeu tudo isso?
FM –
Eu não frequentei a escola, mas estudei a vida inteira. Metade do meu tempo eu passo estudando. Tenho muita ajuda de Deus, que colocou a equipe certa de pessoas que estão ao meu lado. E venho de uma família muito conceituada, os Araújo, com muitos primos que vieram para cá antes de mim e pavimentaram um caminho seguro, que me conduziu para as pessoas certas e para o modo certo de fazer as coisas. Gostaria de reforçar o fato de que não teria a mínima condição de chegar onde chegamos se não fosse pelas pessoas que Deus colocou na minha vida. Agradeço muito a Deus pela criação e a educação que minha mãe me deu. Agradeço pela minha esposa Camille, minhas filhas Bruna e Luana, e por todos os meus colaboradores, em especial Milene, Alex, Lorena e Renato, com quem estamos juntos há mais de doze anos, sempre à frente de grandes projetos. Meu time é o meu maior patrimônio.