Preso homem que atirou na festa do 4th of July em Illinois

Jovem de 22 anos teria agido sozinho; seis pessoas morreram e 30 estão feridas

0
1348
Robert E. Crimo III foi preso a cinco milhas do ataque (Foto: ABC 12)
Robert E. Crimo III foi preso a cinco milhas do ataque (Foto: ABC 12)

Seis pessoas foram mortas e cerca de 30 ficaram feridas em um tiroteio que interrompeu o desfile de 4th of July na cidade de Highland Park, no condado de Lake, em Illinois, por volta das 10:15 a.m. da segunda-feira (4).  A polícia local prendeu o supeito, Robert E. Crimo III, de 22 anos, e acredita que tenha agido sozinho. Ele teria efetuado os disparos do alto de um telhado durante o desfile. Vídeos do incidente circularam na internet mostrando pessoas correndo enquanto alguém gritava “tiros!”

Segundo o porta-voz da polícia, Christopher Covelli, o ataque foi aleatório e intencional. Cinco das seis vítimas fatais morreram na hora. A sexta foi levada para um hospital, onde veio a falecer. A identidade dos mortos ainda não foi divulgada. As idades dos feridos variam de 8 a 85 anos, sendo que quatro ou cinco são crianças.

O suspeito, que comprou um rifle de alta potência legalmente, programou o atentado durante semanas. Vestido com roupas femininas para esconder suas tatuagens faciais e sua identidade, ele subiu em uma escada de incêndio até chegar a um telhado e disparou mais de 70 vezes. Em seguida, escapou no meio da multidão fugindo do caos.

Mais de cem policiais participaram das buscas ao atirador, que foi preso durante a noite. Antes de Robert E. Crimo III ser pego, policiais segurando fuzis cercaram a casa identificada como sendo a dele.

O chefe de polícia de Highland Park, Lou Jogmen, disse que um policial deteve o suspeito enquanto dirigia em uma região a cerca de cinco milhas do local onde houve o ataque.

Várias cidades próximas, como Evanston, Deerfield, Skokie, Waukegan e Glencoe, cancelaram desfiles e celebrações com fogos de artifício. Segundo o Chicago White Sox, um show de fogos de artifício planejado pós-jogo foi cancelado devido ao tiroteio.

O presidente Joe Biden se manifestou dizendo que ele e a primeira-dama, Jill Biden, ficaram chocados com a violência armada sem sentido que mais uma vez trouxe sofrimento a uma comunidade americana.