Ação bilionária movida nos EUA contra a Petrobras é suspensa

0
1583
Sede da Petrobras no Rio de Janeiro
Sede da Petrobras no Rio de Janeiro (Foto: Bruno Covas)

O Tribunal Federal de Apelações do Segundo Circuito, nos Estados Unidos, decidiu na semana passada suspender a ação coletiva e as ações individuais que estão em andamento contra a Petrobras na Corte Federal de New York (District Court). O início do julgamento estava marcado para setembro deste ano.

Segundo um comunicado emitido pela estatal brasileira, as ações ficam suspensas até que seja julgado um recurso contra uma decisão de fevereiro que abriu caminho para que investidores processem a Petrobras como grupo, em razão de perdas bilionárias decorrentes das investigações da operação Lava Jato sobre suborno e propina envolvendo a companhia.

A Petrobras é alvo de ação judicial nos EUA movida por investidores. A acusação é de violação das normas da Securities and Exchange Commission (SEC) – órgão que regula o mercado de capitais nos Estados Unidos. A Petrobras tem ações negociadas nos mercados de New York, o que justifica o interesse dos EUA nas denúncias.

Segundo a acusação, a Petrobras divulgou aos investidores informações enganosas, “desvirtuando fatos e não informando a cultura de corrupção na companhia que consistiu em um esquema multibilionário de suborno e lavagem de dinheiro” que acontece na empresa desde 2006.

A Petrobras também é acusada de ter superfaturado o valor de suas propriedades e equipamentos em seu balanço oficial. Ainda de acordo com a acusação, “quantias superfaturadas pagas em contratos foram contabilizadas como ativos no balanço. Essas quantias foram superfaturados porque a Petrobras inflou o valor de seus contratos de construção”. As informações são do portal G1.