Acusado de massacre em supermercado de Buffalo se declara inocente

Payton Gendron, de 18 anos, teve sua primeira audiência com um juiz horas após o tiroteio que matou dez pessoas e deixou outras três em estado grave

0
2440
Se condenado, Payton Gendron, de 18 anos, pode pegar prisão perpétua sem direito a liberdade condicional (foto: ECSO)

O acusado de matar dez pessoas e ferir três em um supermercado em Buffalo, no estado de New York, na tarde de sábado (14), foi preso logo após o tiroteio. Payton Gendron, de 18 anos, enfrenta acusações de homicídio em primeiro grau motivado por ódio e discriminação racial. Onze das treze vítimas eram negras. O acusado teve sua primeira audiência com o juiz Craig Hannah, do tribunal do condado de Erin, momentos após o crime, e se declarou inocente das acusações. Ele continua preso sem direito a fiança e uma nova audiência foi marcada para a próxima quinta-feira (19) às 9:30 a.m. Por enquanto, as autoridades dizem que o suspeito está sob vigilância por risco de  suicídio.

Gendron  alegou não ter condições financeiras de pagar um advogado e está sendo representado pelo defensor público Brian Parker. Se condenado, a sentença máxima que ele pode pegar é prisão perpétua sem direito a liberdade condicional. Um funcionário da Corte Judicial que pediu para não ter o nome revelado disse à CNN que o suspeito fez declarações perturbadoras sobre a motivação do crime e seu estado de espírito. De acordo com o indivíduo, as declarações feitas após a prisão foram claras e cheias de ódio contra a comunidade negra.