Adolescentes de Oklahoma perseguem e atacam família de indocumentados com armas de chumbinho

Pai e três filhos foram encontrados feridos e escondidos na vizinhança com medo dos jovens; a família de Honduras não quis ir para o hospital ou reportar o incidente à polícia por estar indocumentada

0
4913
Câmeras de segurança mostram os adolescentes com as armas de ar comprimido (Foto de imagens da Kfor TV)
Câmeras de segurança mostram os adolescentes com as armas de ar comprimido (Foto de imagens da Kfor TV)

Uma família de imigrantes indocumentados alega que foi ferida por adolescentes armados com BB guns, ou pistolas de chumbinho, em um bairro de Oklahoma City.

Um homem e três crianças, duas das quais com ferimentos depois do incidente, foram encontrados assustados escondidos no jardim em uma das casas da vizinhança.

Uma das crianças tem apenas seis anos de idade e foi ferida na perna. O maior, de 11 anos, foi ferido no braço.

A vizinho que encontrou a família, identificada como Quintero, disse que chegou em casa e encontrou os adolescentes correndo com as armas nas mãos. Ela então encontrou a família escondida.

“Eu fiquei horrorizada e ainda estou muito assustada. A criança menor estava segurando o braço machucado e sangrando”, comentou Quintero.

A família de Honduras não quis ir para o hospital ou reportar o incidente à polícia por estar indocumentada.

Depois de deixar a família em casa em segurança, Quintero acionou a polícia. “Eu estou muito triste pelo que aconteceu com esta família. Eu queria poder fazer mais por eles, poder ajudar de alguma forma. Não importa se você está legal ou ilegal, você não pode ser vítima de um crime por estar sem documentos”, disse, entre lágrimas, Quintero.

O prefeito de Oklahoma City, David Holt, já manifestou seu apoio à comunidade imigrante da cidade. “Oklahoma City é uma comunidade diversificada onde 60% das nossas crianças são descendentes de imigrantes. Muitos de nossos residentes são imigrantes. Quase todos nós somos descendentes de imigrantes”, tuitou Holt. “Estamos trabalhando em estreita colaboração com a nossa comunidade indígena para homenagear aqueles que foram verdadeiramente os primeiros americanos”, comentou o prefeito.