Advogado tira dúvida dos leitores sobre imigração – Edição570

0
4552

Clique aqui para enviar sua dúvida de imigração, ela será respondida na medida do possível


Ludo Gardini, advogado com escritório em Pompano Beach (FL), telefone (855)337-8440.

Minha tia é equatoriana e mora nos EUA há mais de 20 anos, ela tem nacionalidade por ser casada com americano, eu moro no Brasil, e nunca fui aos EUA. Há alguma possibilidade de minha tia aplicar o green card para mim?
Gardini –
NÃO! Tia não tem como “passar” green card para sobrinho/a. O green card pode ser passado entre membros diretos de família. Relação entre pai, filhos e esposos.

Gostaria de saber se para fazer a waiver, a carta do perdão,  tenho que esperar os 10 anos ou posso fazer antes?  Estou no Brasil há mais de quatro anos desde que tive saída voluntária em 2010.
Gardini –
O perdão é exatamente para não esperar 10 anos. Então para fazer o pedido de perdão tem que ser antes de completar 10 anos, depois que se passa 10 anos no Brasil não precisa de perdão, o castigo foi cumprido.

Minha esposa irá estudar inglês na Flórida e gostaria de saber se eu, sendo responsável financeiro e nossos dois filhos teríamos dificuldades em acompanhá-la. Não vejo problemas na situação dela, uma vez que será providenciado o visto de estudante, mas e nossa situação? Qual o visto será providenciado? Se aparecer alguma oportunidade de trabalho, eu poderia exercer nessa situação?
Gardini –
Se você for casado com ela você deverá ter o visto de dependente de estudante o F-2 juntamente com o seus filhos, se você não for casado só os filhos recebem, a menos que o consulado fique convencido que você é o esposo de fato, não existe casamento por união estável nos EUA. Tanto o visto F-1 como o F-2 não dá o direito de trabalhar legalmente nos EUA, caso haja uma oportunidade de trabalho terá que ser feita com o visto correto para se ficar dentro da lei.

Fui para os EUA em novembro de 2010 com visto de turista e voltei em fevereiro de 2012, ficando ilegal neste período. Gostaria de saber quanto tempo eu tenho que esperar para voltar e se pode ser com o mesmo visto. Queria ir de férias. Obrigado pela atenção.
Gardini –
Como você ficou mais de um ano ilegalmente nos EUA o castigo é de 10 anos, então o castigo será até o ano de 2022, creio que até lá o seu visto já venceu e você necessitará de um novo. O motivo da nova viagem é irrelevante para efeitos de castigo.

Meu irmão entrou com processo de green card para mim. Isso em 2012, enquanto não sai o green card para mim e minha família (esposa e filhas), é possível tirar o visto de turista para visitar a Disney?
Gardini –
Sim, o pedido de green card via irmão não impossibilita o pedido de visto de turista.

Eu gostaria de estudar inglês nos EUA, porém as escolas são carissímas. Não tenho intenção de ficar ilegal, porque tenho medo dos 10 anos de castigo e quero ter a possibilidade de ir e vir dos EUA mais vezes. Eu posso entrar com visto de turistas e, durante o tempo permitido, estudar inglês nas community schools da Flórida? Eu ouvi dizer que são bem baratas, mas também ouvi dizer que quem tem visto de turista não pode usar dos serviços públicos americanos. Que, no futuro, em caso de solicitar a renovação do visto de turista poderia ter problemas por ter estudado em escola pública, mesmo pagando o preço que eles exigem.
Gardini –
Prezado leitor, o visto de turista é para turismo, se você vier com o visto de turista para estudar isso é uma clara violação do seu visto e poderia te prejudicar em uma futura reentrada ou mesmo para renovação do visto.

Sou Engenheiro Florestal e Engenheiro Civil no Brasil, alguém sabe me dizer como posso validar meus diplomas nos EUA.
Gardini –
Prezado Leitor, seria melhor você entrar em contato com alguma faculdade par buscar uma orientação mais precisa com respeito a validação de diplomas, isso infelizmente foge da minha área de atuação e não poderia te dar uma resposta mais precisa.

Meu primo está nos EUA há 5 anos e tem uma ordem de deportação por motivo de ter vindo pelo México. Na época, ele foi detido liberado sob fiança, mas não compareceu à corte. Eu queria saber se eu como primo dele posso ajudá-lo junto à imigração. Eu sou cidadão americano.
Gardini –
Infelizmente não.