Agentes pedem que imigrantes não atravessem o deserto devido ao recorde de calor

Onda de calor preocupa agentes, que pedem que os imigrantes evitem a travessia neste período em que as altas temperaturas podem ser extremamente perigosas

0
833
Agentes do CBP alertam para perigos da travessia nesta época de calor intenso (Foto CBP)

Com temperaturas na casa dos 100ºF (cerca de 38ºC) previstas para toda a semana, agentes do Border Patrol pedem que imigrantes evitem fazer a travessia pela fronteira, em especial, em áreas desérticas.

“Nós pedimos que os imigrantes não tentem entrar ilegalmente nos Estados Unidos, especialmente neste período de calor intenso. As temperaturas estão nos três dígitos e representam um grande perigo para a saúde dessas com pessoas. Há um risco alto de desidratação e insolação, que podem levar à morte”, informa o US Border Patrol de Tucson, Arizona, em comunicado.

As mortes de imigrantes registradas apenas no setor de El Paso, Texas, subiram de 10 mortes em 2020 para 39 mortes em 2021. Resgates de pessoas passando mal subiram de 330 para 668 no mesmo período. As mortes estão relacionadas ao calor, mas também afogamentos e quedas. Ao longo de toda a fronteira, 247 imigrantes morreram no ano fiscal de 2021.

“O calor extremo é uma preocupação para nós. Nós pedimos aos imigrantes que evitem travessias perigosas e que bebam muita água”, disse Enrique Valenzuela, diretor de um centro de imigrantes na região.

Ele afirma que, apesar de todos os alertas de calor, os imigrantes continuam a chegar em grande número à fronteira todos os dias.

“Estamos vendo esse número de pessoas aumentar a cada dia. Estamos em um período de calor intenso e isso aumenta nossa preocupação”, disse Valenzuela.

Imigrantes em perigo durante a travessia devem ligar para o 911 para serem resgatados.