Aluguel para escritórios de primeira linha coloca Miami no mesmo nível de New York

O preço de $ 100 por pé quadrado confirma o aumento dos aluguéis comerciais em Miami

0
403
Valorização imobiliária em áreas comerciais de Miami atingem níveis excepcionais (Foto: brickell.com)
Valorização imobiliária em áreas comerciais de Miami atingem níveis excepcionais (Foto: brickell.com)

Os preços alcançaram novos recorde para escritórios em Miami – e vem causando ondas de choque no mercado imobiliário da cidade, em um momento em que as empresas ainda estão tentando descobrir seus planos de retorno ao trabalho à medida que a pandemia de coronavírus se arrasta. A recente atividade de locação no 830 Brickell, um edifício de escritórios em construção definido como Classe A, por sua localização, comodidades e serviços de gerenciamento, atingiu pelo menos $100 por pé quadrado (1 pé quadrado equivale a 0.3048 metro quadrado), dizem corretores de imóveis da área. Isso coloca a propriedade no mesmo nível dos preços na cidade de New York em lugares como o World Trade Center e escritórios em Midtown East e Soho.

No geral, o preço médio de aluguel listado para escritórios na Grande Miami agora é de $46,19 por pé quadrado. Isso é quase igual aos preços em Boston, Los Angeles e Oakland. West Palm Beach a $39,48 por pé quadrado e Fort Lauderdale a $37,64 não ficam muito atrás.

Os dados da empresa imobiliária JLL mostram claros vencedores e perdedores surgindo entre os submercados de escritórios locais à medida que a dinâmica do mercado induzida pela pandemia se desenrola. O espaço de escritório classe A em Brickell aumentou 14% no preço dos níveis pré-pandemia para uma média de $72,25 por metro quadrado. O mesmo tipo de escritórios em Coconut Grove, outro mercado local em expansão, agora custa em média $67,90 por pé quadrado, um aumento de 25%. Esses se comparam a $55,80 por pé quadrado do outro lado do rio para edifícios de escritórios de primeira linha no centro de Miami, um aumento de 10% em relação aos níveis pré-pandemia; e $47,62 por pé quadrado em Coral Gables, uma queda de 4% no mesmo período.