Alunos não poderão se sentar na cama nem usar pijamas durante aulas on-line em Springfield, Illinois

A regra gerou polêmica entre os pais, que afirmaram que a medida não é justa, dadas as diferentes realidades econômicas e sociais das famílias.

0
879
Em Springfield, as aulas serão retomadas em 31 de agosto no sistema híbrido (foto: wikimedia)
Em Springfield, as aulas serão retomadas em 31 de agosto no sistema híbrido (foto: wikimedia)

Os alunos de escolas públicas de Springfield, capital de Illinois, não poderão usar calças de pijama, óculos de sol, bandanas ou chinelos durante as aulas on-line. Também estão proibidos de sentarem na cama para estudar. 

Segundo Bree Hankins, porta-voz da prefeitura de Springfield, a regra para o ensino remoto foi desenvolvida em parceria com professores, gestores e familiares dos alunos. 

Em entrevista ao jornal “The New York Times”, ela disse que “o código de vestimenta precisa refletir o que os estudantes estariam usando caso estivessem na escola”. 

A regra gerou polêmica entre os pais, que afirmaram ao NYT que a medida não é justa. Eles alegam que nem todas as famílias têm um ambiente apropriado para o estudo em casa, como um escritório.  O quarto é, muitas vezes, o único espaço em que a criança terá silêncio para acompanhar as aulas – e ela terá de se sentar na cama.  Os familiares também questionaram a relação entre as roupas usadas pelos alunos e a capacidade de aprendizagem à distância.

Segundo a prefeitura de Springfield, as autoridades ainda não sabem como controlarão os trajes dos alunos e o ambiente em que estiverem assistindo às aulas.  Mas não há, por enquanto, a pretensão de punir quem não seguir as regras.

Em Springfield, as aulas serão retomadas em 31 de agosto, em um sistema híbrido, com aulas presenciais duas vezes por semana. Nos demais dias, estudarão à distância.