Amigos contestam prisão de brasileiro acusado de molestar criança no Texas

Segundo testemunhas, homem foi preso sem qualquer tipo de provas e polícia só ouviu versão da criança que nem sequer fez o reconhecimento do acusado

0
5585
Piscina de espuma onde crianças brincavam
Piscina de espuma onde crianças brincavam

O que era para ser uma comemoração de um aniversário em família, se tornou um pesadelo para o brasileiro Neander William Silva, de 28 anos, preso no sábado (2) em Austin (TX), após um menino de nove anos acusá-lo de ter tocado em suas partes íntimas numa piscina de bolinhas de espuma.

De acordo com a ocorrência policial, Neander foi acusado de atos indecentes e contato sexual com uma criança, um crime considerado de terceiro grau. A ocorrência informa que o pai estava na casa de brinquedos com os três filhos e, quando perguntou às crianças se elas tinham se divertido, o menino disse que um adulto havia “feito cócegas” e apontou para a região da virilha. O pai, então, pediu que a criança contasse exatamente o que aconteceu e ele disse que o homem massageou suas partes íntimas.

Segundo a brasileira Fernanda Bau, que estava na mesma festa e brincando junto com Neander e as crianças, eles levaram o brasileiro sem qualquer tipo de prova, sem interrogar ninguém, sem nenhum vídeo ou testemunha que pudesse comprovar o que a criança falou. “Não tem o menor cabimento essa denúncia. O Neander estava brincando de jogar as crianças na piscina de bolinhas e eu ficava na piscina pegando elas de volta. Ou seja, eu estava perto dele o tempo todo brincando. Eu me lembro do menino que também estava se divertindo. O pai (que acusou) tinha cara de maluco e estava lendo um livro, nem olhando para as crianças. O Neander fez vários vídeos no snap chat sobre a brincadeira, temos como comprovar. A minha indignação é que a polícia não ouviu ninguém. E a criança nem voltou para identificar o suspeito. Meu Deus, como podem acusar e prender uma pessoa assim? Sem provas”, disse Fernanda.

“Eu tenho dois filhos e criança mente sim. Todo mundo sabe que criança mente. Ele é um homem de família, já estava indo embora para o Brasil. Estamos todos desesperados”, completou Fernanda.

Ainda de acordo com a brasileira, a família já conseguiu um advogado que fala português e reuniu provas e testemunhas para tentar tirar Neander da prisão. Ele está preso na cadeia de Williamson County e ainda não foi ouvido pelo juiz. A fiança foi fixada em $75 mil.

A loja Hop N Happy, onde ocorreu o crime, disse em nota: “Recebemos uma queixa de um pai preocupado envolvendo uma criança e passamos a referida acusação para as autoridades competentes”. Eles não têm câmeras de segurança. “Isso é um absurdo. Como um estabelecimento que trabalha com crianças não tem câmeras de segurança? Isso tudo é um grande pesadelo, estou em choque, sem saber o que fazer”.