Apenas 30 brasileiros, dos mais de 100 previstos, foram mandados de volta ao Brasil em voo fretado

Informação inicial era de que mais de 100 passageiros estariam em voo fretado pelo governo, mas muitos conseguiram cancelar a deportação por meio de ordem judicial, segundo o Itamaraty

0
2063
Apenas 30 brasileiros desembarcaram em Confins (Foto Reprodução TV Globo)

Trinta brasileiros apreendidos tentando entrar ilegalmente pela fronteira dos EUA com o México chegaram ao Aeroporto Internacional Tancredo Neves, em Confins (MG), na tarde de sexta-feira (21). A informação inicial era que 130 brasileiros seriam mandados de volta.

Segundo o Itamaraty, a redução se deu porque “alguns imigrantes obtiveram judicialmente a suspensão da ordem de deportação”. Além disso, outros foram submetidos, na detenção em que se encontravam nos Estados Unidos, a testes de detecção de Covid diferentes dos exigidos pela legislação brasileira para ingresso em território nacional.

De acordo com informações divulgadas pelo G1, um dos deportados, que se identificou apenas como Pedro, foi o primeiro a desembarcar. Ele disse que viajou algemado.

O brasileiro saiu de Governador Valadares, no Vale do Rio Doce, em busca de uma vida melhor. Pedro entrou nos Estados Unidos pela fronteira com o México, mas acabou preso.

“Imigração trata as pessoas como eles querem. Tratam mal. Tratam com desumanidade”, disse ele.

Esse foi o primeiro voo com brasileiros deportados desde a posse do presidente Joe Biden, e o 23° desde outubro de 2019.

A expectativa é que outros voos com brasileiros sejam mandados de volta nas próximas semanas “em razão do aumento das detenções de nacionais na fronteira Sul dos Estados Unidos”, segundo o Itamaraty.