Atirador do Kansas teria questionado status imigratório de vítimas antes de abrir fogo

Em fevereiro, homem atirou contra dois indianos em um bar e matou um deles

0
2535
Atirador está preso
Atirador está preso

O homem responsável pelo ataque a dois homens indianos em fevereiro no Kansas, Adam Purinton, teria questionado o status imigratório de ambos antes de abrir fogo. De acordo com documentos da Corte, Alok Madasani, que sobreviveu ao ataque, disse aos investigadores que Purinton perguntou a ele e a seu amigo Srinivas Kuchibhotla se “estavam legalizados”.

O suspeito de 51 anos – veterano da Marinha – se aproximou dos dois indianos num bar no dia 22 de fevereiro, antes de ser retirado do bar. Pouco tempo depois, ele retornou e começou a atirar, matando Kuchibhotla e deixando seu amigo ferido. Outro homem, que tentou intervir na confusão, também ficou ferido.

De acordo com a ocorrência policial, o atirador estava usando uma camiseta da Marinha com medalhas e tinha um cachecol na cabeça.

Testemunhas disseram que o atirador gritava “saia do meu país”, antes de abrir fogo. Depois do ocorrido, ele dirigiu até outro restaurante e contou ao bartender sobre o crime cometido.

Purinton está preso sob acusação de homicídio e tentativa de homicídio.