Atlético faz acordo com Ronaldinho Gaúcho para quitar dívida que passa dos R$ 10 milhões

R10 jogou pelo Atlético-MG entre junho de 2012 e julho de 2014

0
3959
Ronaldinho Gaúcho
Ronaldinho Gaúcho

DA REDAÇÃO (com UOL) – O Atlético Mineiro deve R$ 10 milhões a Ronaldinho Gaúcho, dívida do período entre junho de 2012 e julho de 2014, quando o atacante jogou pelo time. O dinheiro é referentes aos pagamentos de prêmios, salários e bônus que estavam previsto em contrato. Quase três anos após Ronaldinho deixar o Atlético, o jogador e o clube se acertaram para o pagamento da dívida.

Na quinta-feira (6), finalmente a diretoria e o empresário e irmão de Ronaldinho chegaram a um acordo. Os valores, no entanto, não vão ser divulgados pelo clube. Assim como os prazos para os pagamentos, por envolver matéria de confidencialidade. No entendimento do Atlético, esse acerto coloca um ponto final nas controvérsias.

O primeiro contrato assinado entre Ronaldinho e Atlético foi de R$ 300 mil mensais. Valor que aumentou a partir da segunda temporada do craque na Cidade do Galo. Em janeiro de 2013 e até o último dia de clube, em julho de 2014, o salário do meia foi para R$ 400 mil mensais. Porém, Ronaldinho contava com uma série de cláusulas que impulsionavam seus vencimentos enquanto esteve em Belo Horizonte.

Participação nas camisas vendidas que levavam seu nome, bônus por gol, por assistência e premiação de acordo com o rendimento do clube a cada competição. Alguns dos motivos que fizeram Ronaldinho Gaúcho ter uma média salarial de R$ 900 mil mensais durante os pouco mais de dois anos que vestiu a camisa atleticana.

Ronaldinho jogou 88 vezes pelo Atlético e marcou 28 gols. Sua passagem pela Cidade do Galo rendeu três títulos ao clube, sendo a Libertadores de 2013 o mais importante deles. R10 ainda foi campeão da Recopa Sul-Americana e do Campeonato Mineiro, além do vice-campeonato no Brasileirão, em 2012.