Atriz Claudia Jimenez morre aos 63 anos no Rio de Janeiro

Querida no meio artístico, famosos lamentam a morte da colega

0
513
A atriz Claudia Jimenez, que faleceu no último sábado, 20. Foto: Divulgação Globo

A atriz e comediante Claudia Jimenez faleceu na manhã deste sábado (20/08), aos 63 anos, em decorrência de uma insuficiência cardíaca no Hospital Samaritano, no Rio de Janeiro. 

Claudia ficou famosa por seus papéis cômicos na TV Globo, onde começou a trabalhar em 1979. Entre suas personagens mais populares está a Cacilda, do programa humorístico Escolinha do Professor Raimundo. A atriz também participou dos elencos de Sai de Baixo, no papel de Edileuza, e Zorra Total, interpretando as personagens Glorinha e Greice Quéle. Em 2005, ela deu vida à mexicana Consuelo, dona de uma pensão que abrigava imigrantes na novela América.

A notícia comoveu fãs e colegas da humorista, que declararam seus sentimentos nas redes sociais. No Instagram, o ator Miguel Falabella que era amigo de Claudia e dividiu os palcos interpretando Carlos Augusto (Caco), em Sai de Baixo, lamentou a morte da amiga. “Fui procurar uma foto para ilustrar essa postagem e me deparei com uma vida. Agora, estou deitado, passando um filme na minha cabeça, tentando me agarrar às tantas gargalhadas que demos, ao prazer de atuar juntos, ao seu único e irreproduzível tempo de comédia. Você estará para sempre usando aquele biquíni selvagem que nos ensolarou a existência, Claudinha”, escreveu.

A atriz Maitê Proença também se pronunciou. “Sou muito agradecida a quem me faz rir, e você foi insuperável, com seu tempo perfeito, suas frases que não terminavam e deixavam pro ouvinte concluir”, publicou Maitê.

O dramaturgo Walcyr Carrasco postou em sua conta do Instagram “um dia muito triste para o humor brasileiro”. “O sábado chegou triste, sem a Claudia”, disse Gloria Perez. A esposa da atriz, Stella Torreão também usou o Instagram para compartilhar sua dor. “Claudia, amor da minha vida, faria tudo de novo!!! Você fez muito mais por mim. ‘Cadê nós, meu amor’”, escreveu.