Aumenta o número de moradores de Broward que morrem em casa por medo de ir ao hospital

Levantamento feito por autoridades de saúde mostra que dobrou o número de pessoas que se recusam a ligar para o serviço de emergência e, quando ligam, já não há mais o que fazer

0
998
Paramédicos de Fort Lauderdale pedem que as pessoas não tenham medo de ligar para o 911 (Foto Cidade de Fort Lauderdale)

Profissionais de saúde do condado de Broward alertam que, por medo de irem para o hospital, muitos moradores estão morrendo em casa. Um levantamento feito pelo Fort Lauderdale Fire and Rescue e pelo Broward County Fire and Rescue mostra que dobrou o número de pessoas que já estão mortas quando os paramédicos chegam até a casa desses pacientes para atendimento.

O número de ligações para o 911 também caiu significativamente de um ano para o outro. “As pessoas estão ligando para a emergência quando já é tarde demais. Familiares acionam a emergência quando o quadro já está muito grave e não temos condições de ajudar”, afirma o chefe dos bombeiros de Fort Lauderdale, Stephen Gollan.

O número de atendimentos nas emergências dos hospitais despencou em 50% entre abril e maio.

As autoridades pedem que as pessoas liguem e peçam ajuda. “Sei que muitos têm medo de serem contaminados no hospital pelo coronavírus ou têm medo de ficarem sozinhos e isolados em um quarto de hospital”, completa.

O Departamento de Saúde da Flórida reafirma que os hospitais estão limpos e todas as medidas de segurança estão sendo respeitadas.

Os pacientes com a COVID-19 estão isolados em setores separados dos hospitais e as pessoas com outros problemas de saúde devem ligar para o 911 quando necessário.

“Todos que chegam ao hospital são testados para o coronavírus e isolados caso tenham a doença. Temos todos os equipamentos de proteção para fazer os procedimentos em segurança”.