Avião com 48 pessoas a bordo cai no Paquistão

Voo da Pakistan International Airlines sofreu queda pouco após decolar; é pouco provável que haja sobreviventes

0
3142
Avião caiu em região montanhosa e pegou fogo
Avião caiu em região montanhosa e pegou fogo

Um avião da Pakistan International Airlines desapareceu nesta quarta-feira (7) pouco após decolar em uma zona montanhosa no Norte do Paquistão. Havia 48 passageiros a bordo da aeronave, que partiu de Chitral a Islamabad e, segundo a polícia, não há sobreviventes. Antes de desaparecer, o piloto emitiu um pedido de ajuda. A companhia aérea, que já havia sido acusada de cometer falhas no passado, foi proibida de voar para a Europa em 2007 por preocupações de segurança da União Europeia (UE). As informações são do jornal O Globo.

Os corpos estão queimados e, por isso, vai ser mais difícil e demorado o reconhecimento das vítimas. O pop star paquistanês Junaid Jamshed havia embarcado no voo, disse o seu assessor à CNN. Ele ficou famoso por ser cantor, personalidade da televisão, designer de moda, ator e compositor. Posteriormente, se tornou clérigo muçulmano.

A companhia aérea afirmou que todos os recursos estavam sendo mobilizados para encontrar a aeronave e prometeu manter a imprensa informada sobre os acontecimentos. Testemunhas disseram que o avião foi visto perdendo altitude nas montanhas. Uma espessa camada de fumaça foi relatada na região.

Equipes de resgate civis e militares foram encaminhadas ao local para descobrir o paradeiro da aeronave.

O último grande acidente aéreo no Paquistão aconteceu no passado, quando um helicóptero militar caiu em vale isolado do Norte do país. Oito pessoas morreram, incluindo três embaixadores e suas esposas. E, em 2010, houve o maior acidente aéreo paquistanês: um Airbus 321 da companhia privada Airblue, em viagem de Karachi a Islamabad, sofreu uma queda antes da aterrisagem. Foram 152 mortos, sem sobreviventes.