BB e Correios aliam ferramentas para simplificar as exportações

A parceria deve aumentar ainda mais as exportações brasileiras

0
893

Banco do Brasil e Correios assinam neste dia 22 de fevereiro, em Brasília, termo de cooperação para automatizar as consultas e a contratação do sistema de logística Exporta Fácil por exportadores que fecham seus negócios por meio do Balcão de Comércio Exterior do BB.

O Balcão, um ambiente de comércio eletrônico no qual cerca de 5,6 mil exportadores já estão habilitados, funciona como um canal de negócios voltado para o mercado externo. Empresas de qualquer porte, cooperativas e até artesãos e agricultores podem divulgar e comercializar seus produtos sem custos, além de otimizar o gerenciamento de suas vendas.

Criado no final de 2000, o sistema Exporta Fácil funciona em oito mil agências habilitadas dos Correios e permite que empresas e pessoas físicas, que adotam a Declaração Simplificada de Exportação (DSE), possam entregar seus produtos em mais de 200 países.

A consolidação da parceria entre os serviços do Balcão de Comércio Exterior e o Exporta Fácil oferece maior comodidade para o exportador, que pode cotar e contratar o transporte internacional pela internet. Nesses casos, a mercadoria é coletada – sem custos extras – no local definido pelo exportador. Assim como no Exporta Fácil, o Balcão do BB abrange operações de até US$ 20 mil (teto do Câmbio Simplificado de Exportação e da DSE).

Outra vantagem é a simplicidade. O sistema de logística integrada dos Correios apresenta um formulário único, que serve ao mesmo tempo como recibo de postagem, declaração para alfândega, conhecimento aéreo de embarque e guia de instruções para a emissão da DSE.

A contratação eletrônica do sistema Exporta Fácil depende de registro prévio do exportador junto aos Correios, que pode ser requerido gratuitamente no link disponível no Balcão, sem a exigência de exclusividade nos embarques.

Ao longo de 2005, os produtos mais comercializados por meio do Balcão de Comércio Exterior foram complementos alimentares, móveis e mercadorias com alto valor agregado, como aparelhos oftalmológicos. No caso do Exporta Fácil, a maior parte das exportações girou em torno de artefatos de joalheria, metais preciosos, bijuterias e peças de vestiário e acessórios.