Bermudas sob aviso de tempestade tropical com aproximação do furacão Earl

Além deste furacão Categoria 3, há outros sistemas sendo formados no Atlântico

0
890
Imagem mostra Earl se transformando em furacão Categoria 3 e ameaçando as ilhas das Bermudas (Imagem: NOAA)
Imagem mostra Earl se transformando em furacão Categoria 3 e ameaçando as ilhas das Bermudas (Imagem: NOAA)

Os meteorologistas estão acompanhando de perto o furacão Earl, que deve ficar mais forte à medida que se aproxima das Bermudas. O arquipélago foi colocado sob alerta de tempestade tropical na manhã de quarta-feira (7).

Os caçadores de furacões do NOAA encontraram Earl ligeiramente mais forte na manhã de quarta-feira, com ventos máximos sustentados a 85 mph, com rajadas mais altas. A partir do aviso às 8h do National Hurricane Center (Centro Nacional de Furacões), o Earl de Categoria 1 estava a cerca de 485 milhas ao sul das Bermudas.

A faixa de previsão mostra Earl provavelmente se fortalecendo em um furacão de Categoria 3, com ventos máximos sustentados de 120 mph nas próximas 36 a 48 horas, enquanto passa para o sudeste das Bermudas, de acordo com o National Hurricane Center. No momento, não representa nenhuma ameaça para a Flórida.

As ondas e as condições atuais das correntes que podem causar risco de vida devem atingir o arquipélago na noite de quarta-feira, com ventos de força de tempestade tropical do Earl previstos para se espalharem a partir de quinta-feira (8) à tarde até sexta-feira (9) de manhã. Bermudas também deve ter entre uma a duas polegadas de chuva até sexta-feira.

Depois que Earl se tornar um furacão Categoria 3, possivelmente na quinta-feira, os meteorologistas esperam que o sistema mantenha seu status de furacão principal até sábado (10). Assim que Earl entrar em águas mais frias, deve começar a enfraquecer e eventualmente se transformar em um sistema extratropical.

Também estão no radar do centro de furacões dois distúrbios no Atlântico leste, um dos quais com 60% de chance de formação nos próximos dois a cinco dias. Esse sistema estava produzindo aguaceiros desorganizados e trovoadas a centenas de milhas a oeste das ilhas de Cabo Verde. Os meteorologistas dizem que as condições são favoráveis ​​para a formação de uma depressão nos próximos dias, à medida que o sistema se move rapidamente de oeste para oeste-noroeste sobre o Atlântico.

“Após esse período, os ventos devem se tornar menos propícios para o desenvolvimento”, disse o centro de furacões.

A outra perturbação, uma onda tropical, está sobre a África Ocidental e prevista para emergir no Atlântico até o final da semana.

Não há probabilidade de formação nas próximas 48 horas e tem chance de apenas 30% de formação nos próximos cinco dias, pois começa a se mover para oeste-noroeste sobre o Atlântico leste.

No momento, a Flórida não está ameaçada por nenhum dos sistemas.