Biden afirma que governo vai recorrer de decisão de juiz contra o DACA

Na última sexta-feira, juiz do Texas bloqueou novas inscrições para o programa que protege jovens imigrantes da deportação

0
1131
O Daca beneficia cerca de 700.000 pessoas com autorizações de trabalho (Foto: Wikimedia)
O Daca beneficia cerca de 600.000 pessoas com autorizações de trabalho (Foto: Wikimedia)

O presidente Joe Biden disse que o governo vai recorrer da decisão do juiz Andrew Hanen, do Texas, que proibiu novas inscrições no programa criado em 2012 por Barack Obama para proteger jovens da deportação.

“O Departamento de Justiça vai recorrer da decisão com objetivo de proteger e fortalecer o DACA”, disse o presidente em comunicado divulgado pela Casa Branca. “Além disso, o Departamento de Homeland Security vai emitir uma proposta relativa ao programa em um futuro próximo”, garantiu o presidente. Ele classificou a decisão do juiz como “uma grande decepção”.

A decisão do juiz Hanen, do Partido Republicano, impede que novos jovens deem entrada no programa Deferred Action for Childhood Arrivals (DACA). O magistrado acatou um pedido do Texas e de outros nove estados que alegam a ilegalidade do programa.

A decisão, entretanto, não afeta os mais de 600 mil beneficiários do DACA, apenas novas aplicações.

Os jovens portadores do benefício imigratório vivem uma situação de expectativa constante e esperam que o presidente Biden dê a eles um caminho para a legalização, conforme prometido na campanha. “Meu sentimento é de tristeza, decepção e raiva. E se um juiz acabar com o programa de vez? A imigração tem nossas informações, eles vão vir atrás de nós?”, questiona o portador do DACA, Bruno Valdez.