Biden dobra recursos para preparação contra furacões e tempestades em 2021

Com a temporada de furacões 2021 se aproximando com expectativa de ser "acima do normal", o presidente disse que "não poupará recursos nem esforços para manter os americanos seguros"

0
850
Rastro de destruição deixado pelo furacão Laura, de categoria 4, em Cameron, Louisiana (foto: AP Photo/Eric Gay)
Rastro de destruição deixado pelo furacão Laura, de categoria 4, em Cameron, Louisiana, em 2020 (foto: AP Photo/Eric Gay)

Com a expectativa de enfrentar mais uma temporada intensa de furacões e tempestades tropicais no Atlântico, o  presidente Joe Biden anunciou nesta segunda-feira (24), que irá dobrar o orçamento federal para prevenção de desastres naturais no país.

A verba para a temporada 2021, segundo o presidente,  será de $1 bilhão, em vez dos $500 milhões administrados pela Federal Emergency Management Agency (FEMA) ano passado. 

“Não pouparemos recursos nem esforços para manter os americanos seguros e responder às crises quando elas surgirem; e elas virão”, disse Biden em comunicado.

Em 2020, os EUA experimentaram um ano recorde em condições climáticas extremas, incluindo 30 tempestades nomeadas e centenas de mortes provocadas direta ou indiretamente pela passagem de furacões.

Entre os casos mais destrutivos estão os grandes incêndios florestais na costa oeste e os furacões Laura, Sally e Eta. 

Além das perdas humanas e de recursos naturais, estima-se que o país teve, em 2020, um prejuízo médio de $ 1bilhão por consequência dos danos.

Para este ano, a National Oceanic and Atmospheric Administration (NOAA), prevê outra temporada acima do normal.

Em entrevista ao jornal The Washington Post, o ex-diretor da FEMA, Brock Long, disse  que a ampliação do financiamento anunciada por Biden foi um bom primeiro passo, mas pode ser insuficiente para lidar com todos os possíveis impactos climáticos que poderão afligir os EUA em 2021. 

“Estamos presos neste ciclo insustentável de recuperação de desastres. Estamos investindo grandes somas de dinheiro para ajudar as comunidades a se recuperarem, em vez de nos prepararmos para desastres ”, disse Long. “Embora eu aplauda o aumento do financiamento, fornecer  $1 bilhão para mitigar a infraestrutura de nossa nação está apenas começando”, avaliou.

O governo também usará a NASA e o Earth System Observatory para desenvolver sistemas de dados climáticos de última geração e  rastrear o impacto das mudanças climáticas no país.

A temporada de furacões 2021 começa oficialmente dia 1º de junho.